Navigation path

Left navigation

Additional tools

IP/09/ 1171

Bruxelas, 22 de Julho de 2009

Comissão intensifica a sua acção no que diz respeito à doença de Alzheimer e a outras doenças neurodegenerativas

A Comissão Europeia adoptou hoje propostas concretas para fazer face à doença de Alzheimer, às demências e a outras doenças neurodegenerativas. Estes desafios comuns da Europa, em termos sociais e de saúde, exigem acções coordenadas a fim de assegurar a prevenção, o diagnóstico, o tratamento e a prestação de cuidados eficientes às pessoas afectadas. Além disso, os países europeus são também convidados a conjugar os seus recursos e a coordenar melhor as suas actividades de investigação na área das doenças neurodegenerativas, e da doença de Alzheimer em particular, programando, pela primeira vez, os seus investimentos em investigação conjuntamente, em lugar de o fazer separadamente. Na Europa, há actualmente mais de sete milhões de pessoas que sofrem da doença de Alzheimer e de outras doenças relacionadas e prevê-se que este número duplique nos próximos 20 anos. É vital planear, investir e cooperar hoje neste domínio, a fim de controlar os custos sociais dessas doenças, bem como de proporcionar esperança, dignidade e uma vida mais saudável aos milhões de doentes e suas famílias. As acções de hoje marcam novas etapas importantes, tanto a nível da Campanha da Comissão «A Europa dos Doentes» como da nova abordagem de Programação Conjunta das actividades de investigação.

Androulla Vassiliou, Membro da Comissão Europeia responsável pela saúde, afirmou: «A perda de capacidades mentais por demência não é apenas um aspecto normal do processo de envelhecimento. Uma vez que a população europeia está a envelhecer, temos de cooperar para uma melhor compreensão e prevenção destas doenças. Devemos mostrar a nossa solidariedade às pessoas que sofrem de demência, partilhando as melhores práticas nos cuidados a prestar-lhes e respeitando os seus direitos e a sua dignidade.»

O Membro da Comissão Europeia responsável pela ciência e investigação, Janez Potočnik, declarou: «Queremos ajudar o sector da investigação a desempenhar um papel mais importante quando se trata de enfrentar desafios societais como a doença de Alzheimer e outras doenças relacionadas. A Comissão já há muito tempo que apoia projectos europeus de investigação com os melhores cientistas neste domínio. Mas daremos um passo importante se os Estados-Membros começarem agora a coordenar os seus programas nacionais em torno de uma agenda comum. Com a Recomendação sobre a Programação Conjunta das Actividades de Investigação que hoje propomos, convidamos os Estados-Membros a empenharem‑se numa abordagem pragmática de conjugação de recursos e de investimentos em investigação, a fim de permitir um melhor tratamento das questões relativas à doença de Alzheimer e a outras doenças neurodegenerativas. Esta é uma oportunidade para a ciência europeia e uma resposta a um desafio da nossa sociedade moderna. »

Um encargo social e económico crescente

Devido à crescente longevidade da população e ao decréscimo do rácio entre população activa e reformados, verifica-se um aumento dos encargos sociais e económicos decorrentes das doenças neurodegenerativas. Estima-se que, em 2005, os custos totais dos cuidados directos e informais da doença de Alzheimer e de outras demências foram de 130 mil milhões de euros na UE-27 (21 000 euros por doente), correspondendo 56 % destes custos a cuidados informais. As formas mais comuns de demência na União Europeia são a doença de Alzheimer (cerca de 70 % dos casos) e a demência vascular (menos de 30 %).

A Comissão propõe quatro grandes áreas de acção

O objectivo desta iniciativa europeia é enfrentar os principais problemas colocados pela doença de Alzheimer e pelas demências em quatro áreas-chave:

  • Actuar precocemente a fim de diagnosticar a demência e, sobretudo, de reduzir o risco de demência;

  • Melhorar a coordenação da investigação entre países da UE;

  • Partilhar as melhores práticas e

  • Proporcionar um fórum para a reflexão sobre os direitos, a autonomia e a dignidade dos doentes.

Primeira iniciativa de Programação Conjunta para coordenar a investigação sobre a doença de Alzheimer e outras doenças neurodegenerativas

A doença de Alzheimer e outras doenças relacionadas foram consideradas pelos países da UE como a área em que devia ser lançada a primeira iniciativa de Programação Conjunta das actividades de investigação. A Programação Conjunta reúne países da UE dispostos a empenharem-se no desenvolvimento de uma agenda de investigação estratégica comum que permitirá a sua participação com base numa geometria variável. Vinte países europeus exprimiram já o seu desejo de conjugar recursos e realizar actividades de investigação numa área em que uma iniciativa comum proporcionaria um valor acrescentado importante, em comparação com a actual situação na Europa em que se verifica uma fragmentação nas actividades de investigação.

Esta iniciativa-piloto de Programação Conjunta deverá preparar o caminho para outras iniciativas de Programação Conjunta no futuro.

Antecedentes

A doença de Alzheimer e outras demências fazem parte do conjunto mais vasto das doenças neurodegenerativas. A nível europeu, as Resoluções do Parlamento Europeu adoptadas em 1996 e 1998 e a estratégia da Comissão de 2007 «Juntos para a Saúde» identificaram a necessidade de compreender melhor as doenças neurodegenerativas, como a doença de Alzheimer, no contexto do envelhecimento. Em 2008, o Conselho convidou a Comissão a apresentar um plano de acção sobre doenças neurodegenerativas e, em particular, a doença de Alzheimer. A Comissão financia projectos de investigação sobre a doença de Alzheimer e outras doenças neurodegenerativas no âmbito do 7.º Programa-Quadro de Investigação.

Para mais informações:

Comunicação da Comissão relativa a uma iniciativa europeia sobre a doença de Alzheimer e outras demências

http://ec.europa.eu/health/ph_information/dissemination/diseases/neuro_en.htm#4

Estratégia da UE - Juntos para a Saúde

http://ec.europa.eu/health/ph_overview/strategy/health_strategy_en.htm

Portal Web «A Europa dos Doentes»

http://ec.europa.eu/health-eu/europe_for_patients/index_pt.htm

Anuário sobre demência de 2008 (« Dementia Yearbook 2008 »):

http://ec.europa.eu/health/ph_information/reporting/docs/2008_dementiayearbook_en.pdf

Colectânea dos projectos de investigação sobre o cérebro financiados pela UE:

ftp://ftp.cordis.europa.eu/pub/fp7/docs/brain-research-eu-funding_en.pdf

MEMO/09/ 346 Proposta da Comissão de Recomendação do Conselho relativa a medidas de luta contra as doenças neurodegenerativas, em especial a doença de Alzheimer, mediante a programação conjunta das actividades de investigação http://ec.europa.eu/research/press/2009/pdf/com_2009_0379_en.pdf

MEMO/09/ 347 Exemplos de projectos financiados pela UE sobre doenças neurodegenerativas

MEMO/09/345 Questions and answers on Alzheimer's disease and other dementias


Side Bar