Navigation path

Left navigation

Additional tools

IP/09/ 1116

Bruxelas, 13 de Julho de 2009

Comissão Europeia e empresas investem 3200 M€ no relançamento económico para tornar a economia mais forte, mais ecológica e mais competitiva

A Comissão Europeia e o sector empresarial anunciaram hoje o primeiro ciclo de convites à apresentação de propostas de actividades de investigação, que injectará 268 M€ em três áreas de mercado essenciais, para estimular o relançamento e tornar a economia mais sustentável e mais assente no conhecimento. No total, foram reservados 3200 M€ para parcerias público-privadas (PPP) europeias destinadas a desenvolver novas tecnologias na indústria transformadora, automóvel e da construção. Estas acções de colaboração entre a Comissão e a indústria vão promover a competitividade das empresas europeias a nível mundial, reduzir o consumo de energia excessivo dos edifícios na Europa, que representa um terço das emissões de CO 2 da UE, e desenvolver novas formas de transporte rodoviário sustentável. As três parcerias previstas fazem parte do plano da Comissão de relançamento da economia europeia aprovado pelo Conselho Europeu em Dezembro de 2008 que visa promover a convergência entre o interesse público e o empenho da indústria na investigação.

O Comissário Europeu para a Ciência e a Investigação, Janez Potočnik, declarou: «Reconhece-se agora que investir em I&D não é um luxo nos tempos fáceis, mas uma necessidade nos tempos difíceis. Se a Europa fizer hoje investimentos "inteligentes" em sectores estratégicos, irá criar amanhã emprego e crescimento sustentável. Através destas parcerias inovadoras, a Comissão e a indústria unem forças para promover o desenvolvimento de tecnologias ecológicas e tornar a Europa líder neste domínio. O lançamento precoce dos convites demonstra igualmente a nossa capacidade de agir rapidamente e em conjunto para responder às exigências do Plano de Relançamento da Economia Europeia em termos de investigação.»

Viviane Reding, a Comissária Europeia para a Sociedade da Informação e os Media , afirmou: «O investimento conjunto da Comissão e das empresas constitui uma etapa importante para uma economia da UE baseada no conhecimento e hipocarbónica. A excelência na investigação e a combinação de esforços são fundamentais para que a Europa saia da crise como uma sociedade forte, mais sustentável e mais competitiva. A investigação nas tecnologias da informação e das comunicações pode desempenhar um papel muito útil no desenvolvimento das ferramentas que contribuirão para o relançamento económico da Europa e para uma economia europeia mais ecológica.»

«Os resultados da investigação têm de encontrar uma aplicação efectiva na indústria, de modo que a Europa avance para uma economia hipocarbónica e assente no conhecimento. As PPP mostram que a Comissão Europeia está a ajudar a indústria a investir uma massa crítica de recursos numa investigação de mais longo prazo, mesmo nestes tempos de crise, em que a indústria é tentada a pensar essencialmente no curto prazo », afirmaram Massimo Matucci, representante da PPP “Fábricas do futuro”, Juan Manuel Mieres (PPP “Edifícios energeticamente eficientes”), e Günter Lugert (PPP "Automóveis ecológicos").

Hoje, reuniram-se mais de 800 representantes dos sectores da indústria e da investigação da Europa para assinalar o anúncio do primeiro conjunto de convites à apresentação de propostas q ue será oficialmente lançado em 30 de Julho, para projectos a implementar em meados de 2010. Com estes convites, serão injectados 268 M€ no financiamento de actividades de investigação destinadas a desenvolver, entre outros:

  • tecnologias de fabrico, materia is e processos inovadores para produzir mais, consumindo menos material e menos energia e produzindo menos resíduos;

  • edifícios energeticamente mais eficientes, sejam edifícios novos ou edifícios existentes tornados mais ecológicos, novos materiais e novas técnicas de construção;

  • automóveis mais ecológicos e sistemas de transporte mais inteligentes, incluindo a electrificação do transporte rodoviário, nas cidades e nas estradas, e investigação no domínio das tecnologias híbridas.

Antecedentes

Entre 2010 e 2 013, serão investidos, no total, 3200 M€ em investigação, através das três parcerias público-privadas, vindo metade do financiamento das empresas e a outra metade da Comissão Europeia, através do 7.º programa-quadro de I&D. Os primeiros convites à apresentação de propostas multitemáticos inserem-se no âmbito de três PPP:

  • Fábricas do futuro (1200 M€) Iniciativa destinada a ajudar as empresas industriais da UE, em especial PME, a adaptarem-se à pressão concorrencial a nível mundial, aumentando o conhecimento que têm e a utilização que fazem das tecnologias do futuro.

  • Edifícios energeticamente eficientes (1000 M€) Iniciativa destinada a promover tecnologias ecológicas e o desenvolvimento de sistemas e materiais energeticamente eficientes nos edifícios europeus.

  • Automóveis ecológicos (1000 M€) Iniciativa centrada no desenvolvimento de fontes de energia renováveis e não poluentes, na segurança e na fluidez do tráfego nos transportes rodoviários. É necessário tornar o transporte mais ecológico, para atingir os objectivos comunitários e mundiais de redução das emissões.

Para mais informações

Para mais informações sobre as PPP, consultar:

http://ec.europa.eu/research/industrial_technologies/lists/list_114_en.html

Texto da declaração conjunta e dossiê de imprensa sobre o plano de relançamento e as actividades de investigação:

IP/09/520

http://ec.europa.eu/research/index.cfm?pg=newsalert&lg=en&year=2009&na=ppp-310309

Texto integral do Plano de Relançamento da Economia Europeia:

http://eur-lex.europa.eu/LexUriServ/LexUriServ.do?uri=COM:2008:0800:FIN:EN:PDF


Side Bar