Navigation path

Left navigation

Additional tools

A UE volta a divulgar o número de emergência europeu 112 antes das férias de Verão

European Commission - IP/08/836   03/06/2008

Other available languages: EN FR DE DA ES NL IT SV FI EL CS ET HU LT LV MT PL SK SL BG RO

IP/08/836

Bruxelas, 3 de Junho de 2008

A UE volta a divulgar o número de emergência europeu 112 antes das férias de Verão

A Comissão Europeia acelerou hoje os seus esforços para promover a utilização na UE do 112, o número de emergência europeu gratuito. A partir de hoje, o novo sítio Web ec.europa.eu/112 mostra aos cidadãos como utilizar o 112 e a que serviços podem aceder através dele, sobretudo quando viajam pela UE. O sítio mostra também o modo como o 112 funciona em cada Estado-Membro, ou seja, a rapidez com que as chamadas são atendidas e as línguas disponíveis.

"Os milhões de cidadãos europeus que vão de férias este Verão apenas precisam de ter presente um único número de emergência – o 112, afirmou a Comissária europeia Viviane Reding. "Embora o 112 esteja já disponível em todos os países da União Europeia à excepção de um, , faço apelo aos Estados-Membros para que o divulguem intensamente e o tornem mais eficaz. Todos os cidadãos da União Europeia devem saber que podem marcar o número 112 para chamarem os serviços de emergência. Incito especialmente os Estados-Membros que ainda não instauraram a função de localização das chamadas, a qual ajuda os serviços de emergência a encontrarem as vítimas de acidentes, para que o façam o mais depressa possível em relação a todas as chamadas para o 112. Estou também confiante na celeridade das autoridades búlgaras em adoptarem medidas para que o 112 fique finalmente disponível a nível nacional.”

No passado mês de Fevereiro, depois de um inquérito ter revelado que apenas 22% dos cidadãos da União Europeia sabem que podem telefonar para o 112 em toda a Europa em caso de emergência, a Comissão pediu às autoridades nacionais que informassem melhor o público sobre a dimensão europeia do número 112.

A Comissão lançou hoje um sítio Web dedicado ao 112 para informar os cidadãos, ainda antes das férias de Verão, do funcionamento deste número nos Estados-Membros. Baseando-se nas informações por eles fornecidas, o sítio compara o desempenho das autoridades nacionais na implementação das regras comunitárias sobre esta matéria e realça as melhores práticas:

  • Rapidez no tratamento das chamadas - Os Estados-Membros forneceram dados sobre os tempos de resposta às chamadas para o 112 depois de estabelecida a ligação. Na República Checa, na Espanha e no Reino Unido, pelo menos 97% das chamadas para o 112 são atendidas em 20 segundos; nos Países Baixos e na Finlândia, pelo menos 71% são atendidas em 10 segundos.
  • 17 países forneceram dados sobre a sua capacidade para responder às chamadas para o 112 em línguas estrangeiras comunitárias - Em 16 países (Alemanha, Áustria, Bulgária, Dinamarca, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Hungria, Grécia, Lituânia, Malta, Países Baixos, República Checa e Suécia), os centros de atendimento de chamadas de emergência para o 112 estão normalmente preparados para responder às chamadas em inglês. 7 países (Alemanha, Bulgária, Eslovénia, Espanha, Estónia, Hungria e Lituânia) declararam que os seus centros de atendimento podem atender chamadas na língua de um Estado-Membro vizinho. Vários países dispõem de mecanismos especiais que permitem aos centros de atendimento responder noutras línguas estrangeiras, por exemplo, reencaminhando as chamadas para outros centros de atendimento com pessoal linguisticamente preparado (Eslovénia, Espanha, Grécia e República Checa) ou para serviços de interpretação (Espanha, Finlândia, França, Países Baixos, Reino Unido e Suécia).
  • Informação do público: 4 países transmitem programas de televisão que promovem o 112 (Chipre, Letónia, República Checa e Suécia). A Finlândia e a Roménia celebram agora anualmente, em 11 de Fevereiro, o dia do 112 (IP/08/198). Outros instrumentos utilizados são: a informação em sinais rodoviários (Áustria e Hungria), a distribuição de folhetos nas portagens (Espanha) e o envio de SMS para os utilizadores de telemóveis em roaming (Hungria).

O sítio Web dedicado ao 112 indica também as deficiências existentes:

  • O 112 ainda não está totalmente disponível na Bulgária, encontrando-se em curso um processo de infracção. Embora, segundo as autoridades búlgaras, o 112 esteja disponível na região de Sófia, a verdade é que não pode ser utilizado em todo o país.
  • Impossibilidade de localizar as chamadas para o 112 efectuadas a partir de telemóveis: A UE instaurou processos de infracção contra 6 países (Eslováquia, Itália, Lituânia, Países Baixos, Polónia e Roménia).
  • 9 países - Bélgica, Chipre, Eslováquia, França, Itália, Luxemburgo, Malta, Roménia e Polónia - não forneceram informações sobre os tempos de resposta às chamadas para o 112 depois de estabelecida a ligação.
  • 10 países - Bélgica, Chipre, Eslováquia, Irlanda, Itália, Letónia, Luxemburgo, Polónia, Portugal e Roménia - não forneceram informações, sobre a capacidade dos centros nacionais de atendimento para o 112, para atenderem as chamadas de emergência em, pelo menos, uma língua comunitária que não a língua nacional ou oficial.

Contexto

O número de emergência europeu 112 foi introduzido em 1991. O objectivo era que, para além dos números de emergência nacionais, os cidadãos europeus dispusessem de um número único de emergência comum a todos os Estados-Membros, que lhes permitisse aceder mais facilmente aos serviços de emergência, em especial quando viajassem. Desde 1998, as regras comunitárias exigem aos Estados-Membros que garantam que todos os utilizadores de telefones fixos e móveis possam telefonar gratuitamente para o 112. Desde 2003, os operadores de telecomunicações são obrigados a fornecer informações sobre a localização da pessoa que faz a chamada, para que seja possível localizar rapidamente as vítimas de acidentes. Os Estados-Membros da União Europeia devem, por sua vez, divulgar a nível nacional a existência deste número.

Para assegurar a implementação efectiva do 112, a Comissão instaurou até à data 16 processos de infracção contra 15 países por não terem ainda disponível o 112 ou a função de localização das chamadas. Nove destes processos foram encerrados na sequência da adopção de medidas correctivas.

Hoje, às 14h00, no edifício Berlaymont, sede da Comissão, Viviane Reding e Diana Wallis, Vice-Presidente do Parlamento Europeu, inaugurarão uma exposição alusiva ao 112.

Para mais informações:

ec.europa.eu/112

MEMO/08/358

http://ec.europa.eu/information_society/newsroom/cf/itemlongdetail.cfm?item_id=4150

Iniciativas do Parlamento Europeu sobre o 112:

http://www.europarl.europa.eu/news/expert/infopress_page/065-10135-246-09-36-911-20070906IPR10134-03-09-2007-2007-true/default_en.htm

Anexo:

O 112 nos Estados-Membros


Fixed and mobile 112 calls possible
Response time of emergency call handler to answer 112 call once connected
Mobile 112 calls possible if no home network available
Foreign EU languages available for 112 calls
Caller location provided
(Push = automatically with every call, Pull = on request) & time needed for pull request
Fixed
Mobile
AT
+
Few seconds
+
English
Pull – a few minutes
Pull – a few minutes
BE
+
No information
-
No information
Pull – no information on time
Pull – no information on time
BG
- (112 not yet available nationwide);
infringement procedure pending
1-5 seconds
+
English, French, German, Romanian
Push (Sofia region only)
Push (Sofia region only)
CY
+
No information
-
No information
Pull – 45-75 seconds
Push
CZ
+
All calls answered within 20 seconds
+
English, German; calls in other languages can be transferred to other call handlers who speak the language concerned
Pull – average time 3 seconds / max. 7 seconds
Push
DK
+
20-25 seconds
+
English
Push
Push
DE
+
5 seconds to 1 minute
+
English, languages of neighbouring countries in border areas
Pull – 30-60 seconds
Pull – up to 60 minutes
EE
+
10 seconds
+
Finnish, English
Push/ Pull – 23 seconds
Push/ Pull – 23 seconds
IE
+
1 second
+
No information
Push
Pull – no information on time
EL
+
9 seconds
+
English, French; calls in other languages can be transferred to other call handlers who speak the language concerned
Pull – up to 1 minute
Pull – 10-36 minutes
ES
+
97% of calls answered within 20 seconds
+
English, French, German, Portuguese, Italian in some areas; interpretation services and transfers to other call handlers who speak the language concerned available
Push / Pull – 30 seconds
Push / Pull - no information on time
FI
+
71% of calls answered within 10 seconds
+
English, interpretation service available for some other languages (e.g. German and French)
Pull – 3-30 seconds
Pull – 3-30 seconds
FR
+
No information
+
English; interpretation service available for other foreign languages
Pull – few seconds
Pull – up to 30 minutes
IT
+
No information
Subject to commercial agreement between operators
No information
Pull
Not yet implemented; infringement procedure pending
LV
+
4-5 seconds
No information
No information
Pull – immediate
Pull – 5-10 seconds
LT
+
4-20 seconds
+
Polish, English, German
Pull – up to 1 minute
Not yet implemented; infringement procedure pending
LU
+
No information
+
No information
Pull – 1-4 seconds
Push
HU
+
5-10 seconds
+
English, German, languages of neighbouring countries in border areas
Pull – from 30-40 seconds to 3-4 hours
Pull – from 30-40 seconds to 3-4 hours
MT
+
No information
+
English
Pull – no information on time
Pull – no information on time
NL
+
90% of calls answered within 10 seconds
+
English, German, interpretation service available for other languages
Push
Not yet implemented; infringement procedure pending
PL
+
No information
+
No information
Pull – several minutes
Pull – several minutes;
Infringement procedure currently suspended in view of verification
PT
+
6-20 seconds
+
No information
Push
Push
RO
+
No information
-
No information
Push
Not yet implemented; infringement procedure pending
SI
+
3-5 seconds
+
English, German, Hungarian, Italian, calls in other languages can be transferred to other call handlers who speak the language concerned
Push / Pull – 15 minutes
Push / Pull – 15 minutes
SK
+
No information
+
No information
Pull – 2-3 seconds
Pull – 2-3 seconds;
Infringement procedure pending
SE
+
9 seconds
+
English; a new interpretation service launched in 2008 covers 10-15 languages
Push
Pull – up to 12 seconds
UK
+
98% of calls answered within 20 seconds
-
Some emergency call centres can make use of interpretation service to deal with calls in foreign languages
Pull – average less than 0.1 seconds in case of electronic transmission
Pull – average less than 0.1 seconds in case of electronic transmission


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website