Navigation path

Left navigation

Additional tools

"Europeana", a biblioteca digital europeia, já está em linha

European Commission - IP/08/1747   20/11/2008

Other available languages: EN FR DE DA ES NL IT SV FI EL CS ET HU LT LV MT PL SK SL BG RO

IP/08/1747

Bruxelas, 20 de Novembro de 2008

"Europeana", a biblioteca digital europeia, já está em linha

Europeana, a biblioteca multimédia em linha da Europa abre hoje ao público. Em www.europeana.eu, os utilizadores da Internet de todo o mundo podem agora aceder a mais de dois milhões de livros, mapas, gravações, fotografias, documentos de arquivo, pinturas e filmes do acervo das bibliotecas nacionais e instituições culturais dos 27 Estados-Membros da UE. A Europeana oferece novas maneiras de explorar o património da Europa: qualquer pessoa interessada em literatura, arte, ciência, política, história, arquitectura, música ou cinema poderá aceder gratuita e rapidamente às maiores colecções e obras primas da Europa numa única biblioteca virtual, através de um portal Web disponível em todas as línguas da União Europeia. Mas isto é apenas o começo. Em 2010, a Europeana dará acesso a milhões de obras representativas da riqueza da diversidade cultural da Europa e terá zonas interactivas, nomeadamente para comunidades com interesses especiais. Entre 2009 e 2011, serão consagrados a esta iniciativa cerca de 2 milhões de euros por ano. A Comissão planeia igualmente envolver o sector privado na expansão desta biblioteca. Em Setembro de 2007, numa resolução votada por esmagadora maioria, o Parlamento Europeu apoiara a criação de uma biblioteca digital europeia.

Durão Barroso, Presidente da Comissão Europeia, declarou: "Com a Europeana, conciliamos a vantagem competitiva da Europa em matéria de tecnologias da comunicação e de redes com a riqueza do nosso património cultural. Os europeus poderão agora aceder com rapidez e facilidade, num único espaço, aos formidáveis recursos das nossas grandes colecções. A Europeana é muito mais do que uma biblioteca: é um verdadeiro dínamo que dará aos europeus do século XXI a possibilidade de igualarem a criatividade dos seus antepassados mais inventivos, como os artesãos do Renascimento. Imaginem-se as possibilidades oferecidas aos estudantes, amantes de arte ou académicos para acederem, conjugarem e pesquisarem os tesouros culturais de todos os Estados-Membros em linha! Esta é a demonstração viva de que a cultura está no centro da integração europeia."

"A Europeana permite-nos viajar pelo tempo, atravessar fronteiras e descobrir novas ideias sobre o que é a nossa cultura. Mais do que isso, ligará as pessoas à sua história e, através de páginas e ferramentas interactivas, ligar-nos-á uns aos outros," afirmou Viviane Reding, Comissária europeia para a sociedade da informação e os meios de comunicação social. "Apelo agora às instituições culturais, editoras e empresas de tecnologia europeias para que alimentem a Europeana com mais conteúdos em formato digital. Temos de fazer desta biblioteca europeia um espaço de participação criativa e interactiva para quem queira, através de um mero teclado, adicionar o seu próprio quinhão da cultura europeia e partilhá-lo com outros. O meu objectivo é que, em 2010, a Europeana inclua pelo menos 10 milhões de objectos."

Elisabeth Niggemann, Directora-Geral da Biblioteca Nacional da Alemanha e Presidente da Fundação para a Biblioteca Digital Europeia – a organização por trás da Europeana –, acrescentou: "A Europeana torna os organismos culturais mais relevantes para a geração da Web 2.0 – uma geração que espera poder ler textos, ver filmes e imagens e escutar sons ao mesmo tempo e no mesmo espaço. Oferecendo aos jovens uma experiência multimédia completa, a biblioteca será um meio de os ligar à cultura europeia, passada e presente."

Graças à Europeana, é possível pesquisar e navegar em simultâneo pelas colecções digitalizadas das bibliotecas, arquivos e museus europeus, o que significa que os utilizadores podem explorar temas sem terem de procurar ou visitar múltiplos sítios e centros de recursos.

A Europeana foi uma iniciativa lançada pela Comissão em 2005 e materializada em estreita cooperação com as bibliotecas nacionais e outros organismos culturais dos Estados-Membros, assim como através do importante apoio dado pelo Parlamento Europeu. A Europeana é dirigida pela Fundação para a Biblioteca Digital Europeia, que reúne as principais associações de bibliotecas, arquivos, museus, arquivos audiovisuais e instituições culturais da Europa. A Europeana está instalada na biblioteca nacional neerlandesa, a Koninklijke Bibliotheek.

Mais de 1 000 organizações culturais de toda a Europa forneceram material para a Europeana. Museus europeus, incluindo o Louvre de Paris e o Rijksmuseum de Amesterdão, forneceram digitalizações de quadros e objectos das suas colecções. Os arquivos estatais disponibilizaram importantes documentos nacionais, tendo o Instituto Nacional do Audiovisual francês oferecido 80 000 emissões gravadas do século XX, começando nas primeiras imagens filmadas nos campos de batalha franceses em 1914. As bibliotecas nacionais de toda a Europa contribuíram com cópias digitalizadas de material impresso e manuscrito, incluindo de obras famosas que trouxeram novas ideias ao mundo.

Em 2009-2010 estarão disponíveis cerca de 69 milhões de euros para actividades de investigação no domínio das bibliotecas digitais através do Sétimo Programa-Quadro de investigação. No mesmo período, a parte do Programa para a Competitividade e a Inovação consagrada à sociedade da informação atribuirá cerca de 50 milhões de euros à melhoria do acesso ao património cultural e científico da Europa.

Contexto:

A Comissão Europeia começou a trabalhar na digitalização e na acessibilidade em linha do material cultural já em 2000. Entre 2000 e 2005 co-financiou projectos de investigação e promoveu uma melhor colaboração entre os Estados-Membros que queriam colocar em linha o seu património cultural.

Em Junho de 2005, a Comissária Viviane Reding fez da biblioteca digital europeia um projecto emblemático da estratégia comunitária i2010 – Uma sociedade da informação para o crescimento e emprego (IP/05/643). Em Setembro de 2005, a Comissão delineou as medidas necessárias para tornar acessível a todos o património cultural e científico da Europa (IP/05/1202). Em Agosto deste ano, a Comissão pediu aos Estados-Membros que intensificassem os seus esforços com vista a contribuírem para a Europeana, nomeadamente atribuindo mais fundos à digitalização e fornecendo números mais exactos sobre a quantidade de material que irão digitalizar (IP/08/1255, MEMO/08/546).

O trabalho da Comissão sobre a biblioteca digital europeia foi acompanhado por um Grupo de Alto Nível de peritos do sector público e privado: de instituições culturais, do sector das tecnologias da informação e da comunicação (TIC) e dos detentores de direitos.

Para mais informações:

http://www.europeana.eu

http://ec.europa.eu/information_society/activities/digital_libraries/index_en.htm

Press pack Europeana:

http://ec.europa.eu/information_society/newsroom/cf/itemlongdetail.cfm?item_id=4505

A Resolução do Parlamento Europeu de 27 de Setembro de 2008 sobre "i2010: Bibliotecas digitais" (relatora: Marie-Hélène Descamps) encontra-se disponível em:

http://www.europarl.europa.eu/sides/getDoc.do?type=TA&language=EN&reference=P6-TA-2007-0416

Nota importante:
A inauguração oficial da Europeana será na quinta-feira, 20 de Novembro, no 'Palais de Charles de Lorraine' na Biblioteca Real Nacional de Bruxelas, na presença do Presidente da Comissão, Durão Barroso, da Comissária Viviane Reding (Sociedade da Informação e meios de comunicação social), de Christine Albanel, Ministra da Cultura francesa e actualmente Presidente do Conselho Europeu de ministros da cultura, dos ministros da União Europeia responsáveis pela cultura e pelo audiovisual, assim como de representantes de organismos culturais da Europa.
O lançamento oficial da Europeana terá lugar a seguir a uma reunião do Conselho de Ministros da Cultura que se realizará hoje em Bruxelas. Está previsto que, nessa reunião, os ministros da cultura adoptem conclusões exprimindo um apoio forte ao projecto Europeana da Comissão Europeia.


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website