Navigation path

Left navigation

Additional tools

O Grande Prémio Natali 2008 foi atribuído ao jornalista beninês Larisse HOUSSOU por um artigo sobre o Darfur

European Commission - IP/08/1714   14/11/2008

Other available languages: EN FR DE ES SV CS

IP/08/1714

Estrasburgo / Bruxelas, 15 de Novembro de 2008

O Grande Prémio Natali 2008 foi atribuído ao jornalista beninês Larisse HOUSSOU por um artigo sobre o Darfur

Por ocasião da Cerimónia de Entrega dos Prémios, organizada durante as Jornadas Europeias do Desenvolvimento, em Estrasburgo, 17 laureados de todo o mundo receberam um Prémio Natali entre mais de 1500 candidatos provenientes de mais de 150 países. Foram atribuídos 5 Primeiros Prémios Regionais, um Grande Prémio e um Prémio Especial Televisão e Rádio. O Grande Prémio Lorenzo Natali foi atribuído a Larisse Houssou pelo seu artigo sobre o Darfur: "Treinados para matar...".

O Comissário Europeu Louis Michel declarou: "O jornalismo de intervenção implica riscos mas comporta também um ideal: a liberdade de expressão. O jornalismo empenhado na defesa dos direitos humanos e na promoção da democracia e do Desenvolvimento mostra que os ideais das Luzes continuam bem presentes no nosso mundo. O Prémio Natali constitui uma oportunidade de prestar tributo a jornalistas que honram a sociedade, a democracia e as liberdades fundamentais. O jornalismo é a educação dos cidadãos para a realidade. Sem jornalismo vivo e independente, a democracia não passa de uma miragem. Quero render homenagem ao vencedor do Grande Prémio Natali 2008, Larisse Houssou, que demonstra que a África está repleta de talentos. Larisse Houssou constitui um exemplo para o Jornalismo."

O Grande Prémio Lorenzo Natali 2008 foi atribuído a Larisse Houssou (Primeiro Prémio África) pelo seu artigo "Darfur: treinados para matar..." - Le Progrès. No seu artigo, Larisse Houssou evoca a tragédia das crianças envolvidas nos combates armados no Darfur.

Os outros jornalistas premiados evocam, nomeadamente:

  • as consequências das alterações climáticas para as populações na Índia;
  • a violência doméstica contra as mulheres no Chile;
  • as crianças da guerra dos Balcãs;
  • uma estação de rádio empenhada em informar as populações na República Democrática do Congo;
  • as condições dos trabalhadores imigrantes no Líbano;
  • a independência e a protecção da justiça nas Filipinas;
  • a violência policial no Brasil;
  • as crianças da guerra na Amazónia ou na Serra Leoa;
  • casos de tortura no Uganda;
  • crianças proibidas de frequentar a escola na Argélia.

Selecção completa:

Grande Prémio: Larisse Houssou (Benim)

Darfur: treinados para matar... - Le Progrès.

Tema: as crianças recrutadas à força para os grupos armados no Darfur

1.º Prémio África: Larisse Houssou (Benim)

Darfur: treinados para matar... - Le Progrès.

Tema: as crianças recrutadas à força para os grupos armados no Darfur

2.º Prémio África: Julie Laurenz (África do Sul)

Aborto clandestino - carteblanche.co.za

Tema: As condições em que são realizados os abortos clandestinos na África do Sul.

3.º Prémio África: John Njoroge (Uganda)

Tortura nos refúgios - The Independant Magazine

Tema: Casos de tortura no Uganda;

1.º Prémio América Latina e Caraíbas: Raphael Gomide (Brasil)

O Infiltrado: a Polícia por dentro - Folha de São Paulo

Tema: Um inquérito sobre a polícia do Rio de Janeiro e as suas práticas violentas

2.º Prémio América Latina e Caraíbas: Maria Paz Cuevas Silva (Chile)

Sobrevivente do feminicídio - Revista Paila

Tema: testemunho de uma mulher que sobreviveu a um feminicídio no Chile

3.º Prémio América Latina e Caraíbas: Edgar Cherubini Lecuna (Venezuela)

As crianças da guerra - Analitica.com

Tema: as crianças e adolescentes recrutados para os grupos armados na Colômbia

1.º Prémio Ásia e Pacífico: Rufo ARIES (Filipinas)

Um grito pela justiça - Newsbreak

Tema: os assassinatos de juizes nas Filipinas

2.º Prémio Ásia e Pacífico: Raghu Karnad (Índia)

Ar, Água, Terra e os pecados dos poderosos - Tehelka Magazine

Tema: Os protestos dos sobreviventes da contaminação em Bhopal

3.º Prémio Ásia e Pacífico: Thomas George (Índia)

Refugiados do mar - Malayala Manorama

Tema: os pescadores de Kérala (Índia) vítimas das perturbações climáticas

1.º Prémio Europa: Angela Robson (Reino Unido)

'A criança má deve permanecer na comunidade' Serra Leoa: vingança e reconciliação - Le Monde diplomatique

Tema: As crianças da guerra, crianças "perdidas" na Serra Leoa

2.º Prémio África: Pierre Guyot (França)

Rádio Okapi, rádio da vida

Tema: Uma rádio empenhada na informação na RDC

3.º Prémio Europa: Mirjana Raquela (República Checa)

Crianças da guerra: manipulações sem fronteiras - Radio Free Europe

Tema: As crianças da guerra dos Balcãs;

1.º Prémio Magrebe e Médio Oriente: Nassima Oulebsir (Argélia)

Estas crianças proibidas de ir à escola - Le Jeune Indépendant

Tema: Crianças não escolarizadas na Argélia

2.º Prémio Magrebe e Médio Oriente: Mehdi Sekkouri Alaoui (Marrocos)

Na pista do sniper de Targuist - Telquel Magazine

Tema: A corrupção numa barreira policial na estrada divulgada por um "sniper" através da Internet

3.º Prémio Magrebe e Médio Oriente: Anne-Marie Jazzar-El Hage (Líbano)

A difícil adaptação das empregadas domésticas africanas - L'Orient-Le Jour

Tema: Exploração do pessoal doméstico no Líbano

Prémio Especial Televisão: Brigit Virnich (Alemanha)

As violações em massa como arma de guerra no Leste do Congo - Westdeutscher Rundfunk

Tema: A violação como arma de guerra no Leste da República Democrática do Congo

Prémio Especial Rádio: Hyre Tejeci (Kosovo)

Compreendam-me - Rádio Kosova

Tema: O tratamento das mulheres violadas durante a guerra do Kosovo

Para mais informações sobre os laureados: http://www.prixnatali2008.eu/

Contexto:

O Prémio Natali é um prémio mundial (em 2008 participaram 1500 jornalistas de 151 países ) que recompensa a imprensa desde 1992. Este ano, o prémio foi alargado à televisão e à rádio, para além da imprensa escrita e em linha.

Este Prémio faz parte integrante da política de desenvolvimento da Comissão Europeia que considera que a defesa das liberdades fundamentais, a liberdade de expressão, a democracia, os direitos humanos são essenciais.

Para organizar o Prémio Lorenzo Natali, a Comissão Europeia associou-se este ano a duas das associações de imprensa mais prestigiadas do mundo:

  • Repórteres sem Fronteiras, que venceu o Prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento em 2005;
  • World Association of Newspapers, que representa mais de 18 000 publicações oriundas dos cinco continentes.

O júri do Prémio Natali era composto por jornalistas e por representantes de ONG.

Os meios de comunicação social têm um papel de contrapoder e de porta voz da sociedade civil, sendo também vectores de educação. É por este motivo que a Comissão Europeia e a Comissão da União Africana lançaram uma nova iniciativa "Meios de Comunicação Social e Desenvolvimento" em Setembro, aquando de um Fórum sobre Meios de Comunicação Social e Desenvolvimento (http://Media-dev.eu).

Para mais informações, consultar: http://www.prixnatali2008.eu/

Para as televisões: Extractos da cerimónia e "Vídeo News Release Especial" sobre o vencedor do Grande Prémio (Mais informações em Europe By Satellite: http://ec.europa.eu/avservices/ebs/schedule.cfm)


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website