Navigation path

Left navigation

Additional tools

IP/07/1342

Bruxelas, 17 de Setembro de 2007


[Graphic in PDF & Word format]

Automóveis inteligentes: a Comissão quer avançar para automóveis mais seguros, ecológicos e inteligentes

A Comissão Europeia apresentou hoje novos planos para acelerar o processo de desenvolvimento de automóveis mais seguros, ecológicos e inteligentes. A Comissão irá iniciar ainda este ano negociações com as associações europeias e asiáticas da indústria automóvel, a fim de chegar a um acordo que permita que o sistema pan-europeu de chamada de emergência a bordo dos veículos (eCall) possa ser oferecido como equipamento de série em todos os veículos novos a partir de 2010. Por outro lado, continuará a promover a adopção de outras tecnologias que podem salvar vidas e a investigar o modo como as novas tecnologias poderão contribuir para que os automóveis se tornem mais ecológicos e inteligentes.

"A tecnologia permite salvar vidas, aumentar a eficiência dos transportes rodoviários e proteger o ambiente. A UE deve divulgar esse facto junto dos consumidores e continuar a exercer pressão sobre todos os envolvidos de modo a garantir que os cidadãos europeus possam beneficiar destas tecnologias de ponta o mais depressa possível", afirmou Viviane Reding, Comissária Europeia para a sociedade da informação e os media. "Se quisermos verdadeiramente salvar vidas nas estradas da Europa, todos os 27 Estados-Membros deveriam definir um prazo para que o eCall e o Controlo Electrónico da Estabilidade (ESC) passem a ser equipamentos de série em todos os automóveis novos. Ao mesmo tempo, é necessário eliminar os obstáculos administrativos que entravam as inovações destinadas a tornar os automóveis mais seguros e menos poluentes. Um exemplo poderia ser a garantia da disponibilização de frequências rádio para os sistemas de transporte cooperativo, que permitem diminuir o número de acidentes, o congestionamento do tráfego e as emissões de CO2 . Se não se conseguirem progressos rápidos de forma voluntária, estou pronta para intervir".

Jacques Barrot, Comissário responsável pelos transportes, afirmou: "No nosso combate para diminuir para metade o número de vítimas da estrada até 2010, estamos a adoptar medidas em todas as frentes – segurança da condução, das infra-estruturas e dos veículos. Com esta acção no domínio dos veículos inteligentes, a Comissão está a exercer esforços para garantir que as tecnologias de ponta que possam contribuir para salvar vidas e para reduzir o impacto ambiental dos transportes cheguem aos nossos automóveis o mais depressa possível".

O Vice-Presidente Günther Verheugen, Comissário responsável pelas empresas e pela indústria, acrescentou: "Devemos explorar totalmente as nossas tecnologias e conhecimentos, em benefício das nossas sociedades. Estão disponíveis tecnologias que permitem dar mais assistência aos condutores, ajudando a evitar tragédias humanas. Assim, apresentei uma proposta no sentido de que os sistemas de Controlo Electrónico da Estabilidade (ESC) passem a ser obrigatórios em todos os automóveis novos a partir de 2011, e fico agora à espera da reacção do público".

A nova Comunicação da Comissão sobre a iniciativa “Veículo Inteligente”, hoje adoptada, tem três prioridades principais: automóveis mais seguros, ecológicos e inteligentes.

A fim de aumentar a segurança, o documento de orientação política encoraja a adopção de tecnologias que permitem evitar acidentes. A título de exemplo:

  • A Comissão apela aos Estados-Membros que ainda não assinaram o memorando de entendimento eCall, da Comissão no sentido de que recuperem o terreno perdido até ao final de 2007 (ver IP/07/760). 2 500 vidas poderão ser salvas anualmente na Europa, se todos os automóveis estiverem equipados com o eCall. Está prevista a adopção de eventuais medidas regulamentares em 2008, se até lá não tiver lugar um número suficiente de assinaturas.
  • Ainda este ano, a Comissão irá proceder a consultas para identificar formas de acelerar a disponibilização de sistemas de Controlo Electrónico da Estabilidade (ESC) nos automóveis da gama média e baixa. Se todos os automóveis estivessem equipados com ESC, poderiam ser salvas anualmente 4 000 vidas e evitados 100 000 acidentes (ver IP/07/621), como foi salientado durante a recente campanha de sensibilização Choose ESC! (www.chooseesc.eu/), lançada pela Comissão.
  • A Comissão irá lançar uma consulta, ainda este ano, para tentar saber se a instalação de sistemas de ajuda à travagem e de sistemas que permitem evitar os acidentes não deveria passar a ser obrigatória em todos os automóveis. Um sistema de sensores que proporcione ao condutor meio segundo adicional de pré-aviso antes de um acidente poderá reduzir as colisões pela traseira em 60%.

A Comissão irá também apresentar, até meados de 2008, orientações no sector dos incentivos aos sistemas dos automóveis inteligentes, por exemplo em relação com os regimes fiscais dos Estados-Membros.

Para que os transportes rodoviários se possam tornar mais 'ecológicos', a Comissão irá propor, em 2008, um plano que permita o lançamento comercial das tecnologias mais eficazes para a redução das emissões de CO2, tanto no que respeita aos veículos como às infra-estruturas. Esse plano será função dos resultados obtidos no que respeita à quantificação da contribuição das TIC para a redução das emissões de CO2 dos transportes rodoviários, quantificação essa que ainda não é possível por falta de dados fiáveis.

No que respeita aos transportes rodoviários mais inteligentes, a Comissão apela às diferentes partes envolvidas relevantes no sentido de que seja desenvolvido um interface padrão que permita ligar, por exemplo, os aparelhos portáteis de navegação por satélite a outros sistemas integrados no veículo. A Comissão apela ainda aos fornecedores de equipamentos e aos construtores automóveis para que procedam à aplicação da sua recomendação de Dezembro de 2006 relativa às interfaces homem-máquina, nomeadamente no que respeita aos princípios gerais para a instalação e utilização seguras dos sistemas portáteis de informação e comunicação que podem ser utilizados nos automóveis. Por outro lado, irá continuar a financiar investigação no domínio dos sistemas de comunicação inteligentes que contribuem para transportes mais seguros e eficientes.

Contexto:

A iniciativa 'Automóvel Inteligente', integrada na estratégia i2010 da UE (ver IP/05/643), foi lançada em Fevereiro de 2006. Trata-se do primeiro enquadramento estratégico visando transportes rodoviários mais inteligentes, mais seguros e menos poluentes, com base nas TIC (ver IP/06/191).

A comunicação será apresentada amanhã, em linhas gerais, durante o Intelligent Car Yearly Event 2007, em Versalhes, França. Em 19-20 de Setembro, serão apresentados os resultados finais de um projecto de investigação financiado pela UE que analisou aplicações e tecnologias no domínio da segurança rodoviária preventiva. 24 protótipos de veículos e seis simuladores estarão igualmente à disposição dos jornalistas.

Em 22 de Setembro de 2007, terá lugar em Versalhes uma demonstração durante a qual o público poderá examinar os protótipos e obter informações sobre o 'carro do futuro'.

Até ao momento, já assinaram o memorando de entendimento eCall 50 partes interessadas (como a indústria automóvel, o sector da venda de automóveis, os operadores de telecomunicações, os operadores das vias rodoviárias, as organizações de resposta a situações de emergência, as grandes associações automóveis, etc.), bem como os seguintes países: Alemanha, Áustria, Chipre, Eslovénia, Finlândia, Grécia, Islândia, Itália, Lituânia, Noruega, Suécia e Suíça. Para a lista completa, ver:

http://ec.europa.eu/information_society/activities/esafety/doc/esafety_library/mou/list_of_signatures_mou.pdf

Para mais informações sobre as questões mais frequentemente colocadas, sítios web relacionados, material audiovisual e a recomendação relativa ao interface homem-máquina, consultar igualmente:

http://ec.europa.eu/information_society/newsroom/cf/itemlongdetail.cfm?item_id=3602

MEMO/07/358


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website