Navigation path

Left navigation

Additional tools

IP/06/1709

Bruxelas, 8 de Dezembro de 2006

A Comissão procura novos modos de tirar partido do sistema de navegação Galileo

Com o advento do sistema europeu de navegação por satélite, Galileo, será dado um novo ímpeto ao mercado mundial dos serviços de navegação, localização e cronometria por satélite. Estes serviços abrirão novas perspectivas a vários sectores comerciais e melhorarão a vida quotidiana dos cidadãos em todo o mundo. Para além do impulso dado ao desenvolvimento de novas aplicações pela indústria europeia, o Galileo criará também muitos postos de trabalho em toda a União Europeia. Para aproveitar ao máximo esta oportunidade e estimular o referido desenvolvimento económico, a Comissão Europeia adoptou hoje um Livro Verde sobre as aplicações de navegação por satélite. Este documento oferece a todas as partes interessadas a oportunidade de exprimirem a sua opinião sobre o desenvolvimento de aplicações de navegação por satélite e, em particular, sobre o papel que o sector público pode desempenhar criando um enquadramento adequado e definindo objectivos concretos para tais aplicações.

Jacques Barrot, Vice-Presidente da Comissão Europeia e Comissário responsável pelos transportes, declarou: "O verdadeiro valor dos custos e esforços despendidos para pôr em órbita o Galileo é o facto de ele representar uma oportunidade única para novas aplicações, crescimento económico e criação de emprego na União Europeia. Estes benefícios económicos são muito mais elevados do que os custos do próprio sistema ".

A União Europeia está a construir um sistema mundial de navegação por satélite chamado Galileo, que oferecerá serviços de localização, navegação e cronometria a partir de 2011. Neste momento encontra-se já em órbita um satélite experimental Galileo, a que se seguirá um segundo em 2007. O Galileo será mais avançado, mais eficiente e mais fiável do que o actual GPS ("Global Positioning System", o sistema de localização global americano). Estão continuamente a ser desenvolvidas aplicações destinadas a todas as actividades profissionais e sectores da economia mundial. Prevê-se que o mercado da navegação por satélite, no qual o Galileo terá um importante papel, ascenda a 400 000 M€ até 2025.

A transmissão via satélite é hoje coisa comum em telefonia, televisão, redes de computadores, aviação e transportes, para além de muitos outros domínios. O leque de aplicações aberto ao sistema Galileo é extremamente variado, e imenso o número de potenciais spin-offs. As suas aplicações rentáveis estender-se-ão a muitas áreas da vida de todos nós, desde transportes seguros e eficientes em todos os domínios (aéreo, marítimo, rodoviário, ferroviário e até pedestre) até à gestão de crises e situações de emergência, sem esquecer as aplicações em vários sectores comerciais (agricultura de precisão, segurança das transacções financeiras em linha, transporte optimizado da electricidade pelos cabos eléctricos, turismo, etc.).

O Livro Verde define o quadro em que as aplicações de navegação por satélite estão a ser desenvolvidas. O documento pretende, em particular, estimular a discussão entre as partes interessadas e fazer surgir novas ideias sobre as possíveis tarefas do sector público no apoio ao desenvolvimento de tais aplicações.

Ao longo de todo o documento, é focado um conjunto de questões relativas ao desenvolvimento de aplicações, à protecção da privacidade, questões do domínio da ética, questões relativas ao ambiente regulamentar e outras. Em Setembro de 2007, a Comissão Europeia fará o balanço dos resultados do debate público e elaborará um plano de acção que conterá as medidas práticas a propor a partir de 2008.

A consulta pública durará quatro meses e será feita por meio dos instrumentos clássicos da Web. Paralelamente, será lançado um concurso para jovens inventores, destinado a promover ideias inovadoras sobre a utilização das tecnologias e dos serviços de navegação por satélite.

Contexto

O Galileo é o programa europeu para a radionavegação por satélite. Foi lançado por iniciativa da Comissão Europeia e desenvolvido conjuntamente com a Agência Espacial Europeia. Abrirá caminho ao desenvolvimento de uma nova geração de serviços em domínios como os transportes, as telecomunicações, a agricultura e as pescas. O Galileo é optimizado para aplicações civis e será administrado e controlado pelas instituições comunitárias enquanto suas proprietárias. O Galileo oferecerá uma garantia de qualidade e continuidade, essencial para muitas aplicações. É complementar e interoperável com o actual GPS e a utilização combinada dos dois sistemas aumentará significativamente a fiabilidade e a disponibilidade dos serviços de navegação e localização em todo o mundo.

http://ec.europa.eu/dgs/energy_transport/galileo/green-paper/index_en.htm


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website