Navigation path

Left navigation

Additional tools

Other available languages: EN FR DE ES IT SV PL

CES/12/79

13 de dezembro 2012

PRÉMIO CESE PARA A SOCIEDADE CIVIL 2012:
INOVAR PARA UMA EUROPA SUSTENTÁVEL

Em 12 de dezembro, o Comité Económico e Social Europeu (CESE) atribuiu o Prémio CESE para a Sociedade Civil à Transition Network, uma organização de base criada em 2007 no Reino Unido, que opera atualmente em 34 países. Mais de 1 000 comunidades locais em toda a Europa estão empenhadas na transição para um modelo económico e social mais sustentável.

O Prémio para a Sociedade Civil é atribuído às organizações da sociedade civil que desenvolvem projetos com um impacto positivo na vida dos cidadãos da Europa e que ajudam a promover os valores europeus. Com este prémio, o CESE apoia as organizações de base com atividade a nível local, nacional e europeu.

O prémio de 2012 procurou recompensar iniciativas e projetos inovadores que promovem práticas económicas e sociais novas e sustentáveis visando alcançar comunidades mais inclusivas. Durante a apresentação dos prémios, o presidente do CESE, Staffan Nilsson, afirmou que ficara «impressionado com a criatividade e o caráter singular dos três projetos vencedores», assinalando que estava orgulhoso dos vencedores de 2012 «que mantêm a inovação social no centro das suas atividades e que demonstram que a sustentabilidade não se prende apenas com questões ambientais».

1.º prémio: Transition Network (Reino Unido)

Nas suas próprias palavras, a Transition Network é uma organização que «inspira, encoraja, interliga, apoia e treina comunidades à medida que estas se auto-organizam em torno de um modelo de transição, criando iniciativas que reconstroem a resiliência e reduzem as emissões de CO2. Esta rede, sedeada no Reino Unido, tem-se desenvolvido rapidamente e recebeu o primeiro prémio pelo seu projeto REconomy, uma iniciativa lançada em janeiro de 2011 para dar apoio a uma transição justa para uma economia verde. O projeto REconomy ajuda as comunidades a abrirem comércios «verdes» e a introduzirem práticas ecológicas nas empresas já existentes.

2.º prémio: CAIS (Portugal)

O segundo prémio foi para a CAIS, uma organização portuguesa, como corolário das suas realizações ao longo dos seus 18 anos de funcionamento. A atividade da CAIS tem por objetivo promover a autonomia e a capacitação das pessoas sem-abrigo e das pessoas que vivem em situações de extrema pobreza. Os seus projetos vão desde uma revista vendida na rua até workshops sobre reciclagem, passando por «Futebol de Rua», «Lavagem Manual de Automóveis a Seco» e «Tradição – Engraxadores». Todas as suas iniciativas têm por objetivo combater a exclusão social através da formação profissional e do trabalho. Proporcionam às pessoas desfavorecidas perspetivas sustentáveis que vão além da caridade e da assistência, contribuindo para lhes devolver a dignidade que merecem.

3.º prémio: Livstycket (Suécia)

O terceiro prémio foi para a Livstycket, uma associação que procura integrar os imigrantes na sociedade sueca. As suas atividades centram-se no ensino da língua sueca, fator fundamental de uma integração efetiva, dando particular atenção às mulheres imigrantes. O projeto «We drink tea and learn the letter E» (em tradução livre: Bebemos chá e aprendemos o A) esteve na base da atribuição deste prémio à associação que, com esta iniciativa, ensinou mulheres, antes analfabetas, a ler e a escrever num ambiente convivial e através de uma abordagem de aprendizagem mútua.

Para mais informações sobre os prémios, consulte o nosso sítio Web:

http://www.eesc.europa.eu/civilsocietyprize

Para ver um clipe vídeo com os vencedores e os seus projetos, consulte:

http://www.eesc.europa.eu/?i=portal.en.events-and-activities-civil-society-prize-2012-video

Para mais informações, contacte:

Karin Füssl, chefe da Unidade de Imprensa

E-mail: karin.fussl@eesc.europa.eu

Tel.: +32 2 546 8722


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website