Percurso de navegação

Cultura


A UE procura conservar o património cultural comum da Europa, ou seja, as línguas, a literatura, o teatro, o cinema, a dança, os conteúdos audiovisuais, a arte, a arquitetura e o artesanato, para citar apenas alguns exemplos, e torná-lo acessível a todos.

Violinista © Rossen Donev - Festival de Música de Varna

Jovem violinista no Festival Internacional de Música de Varna, na Bulgária.

A UE apoia as indústrias culturais e criativas mediante:

  • programas de apoio para as ajudar a tirar o maior partido do mercado europeu integrado e das tecnologias digitais
  • financiamento
  • apoio a projetos de investigação
  • apoio à cooperação com parceiros dentro e fora da UE.

Muitas políticas europeias têm uma componente cultural: a educação (incluindo a aprendizagem de línguas), a investigação científica, o apoio às tecnologias da informação e da comunicação, a política social e o desenvolvimento regional.

No âmbito da sua política regional, por exemplo, a UE concede apoio financeiro a escolas de música, salas de concerto e estúdios de gravação. A UE financiou também a reconstrução e restauro de alguns teatros históricos, como o Teatro del Liceu de Barcelona e La Fenice de Veneza, destruídos por incêndios na década de 90.

Restauro de um monumento © Van Parys Media

A UE apoia o restauro do património cultural europeu.

O programa «Cultura» da UE

O atual programa «Cultura» da UE DeutschEnglishfrançais (2007-13) dispõe de um orçamento total de 400 milhões para financiar atividades culturais, excluindo o setor audiovisual, e tem por objetivo:

  • promover a sensibilização e a preservação de bens culturais que sejam importantes não só para uma região ou país, mas para toda a Europa
  • ajudar as pessoas que trabalham no setor cultural a instalar-se e a exercer a sua atividade noutros países europeus
  • facilitar a livre circulação na UE das obras e produções artísticas e culturais
  • promover o diálogo entre culturas diferentes.

O futuro programa Europa Criativa DeutschEnglishfrançais (2014-2020) deverá dispor de um orçamento superior a 500 mil milhões de euros e introduzir um programa de garantia de empréstimos no valor de 210 milhões de euros para incentivar os bancos a concederem empréstimos a pequenas empresas do setor cultural.

Capitais europeias da cultura

Todos os anos, duas cidades são designadas Capitais Europeias da Cultura DeutschEnglishfrançais.

Essa designação constitui uma oportunidade única para as cidades em causa celebrarem a sua identidade europeia, reforçarem a cooperação com organismos culturais nacionais e estrangeiros e tornarem a sua oferta e vida culturais mais dinâmicas e atraentes.

Realizam-se ao longo do ano uma série de eventos em cada capital europeia nos mais variados domínios culturais. A experiência demonstra que o ano da capital da cultura traz benefícios a longo prazo para o desenvolvimento cultural, social e económico das cidades participantes.

Topo

Cultura e audiovisual

Publicado em junho de 2013

Esta brochura faz parte da coleção «Compreender melhor a UE»


Topo



CONTACTO

Pedidos de informação

Telefone gratuitamente para o
00 800 6 7 8 9 10 11 Funcionamento do serviço telefónico

Envie as suas perguntas por correio electrónico

Contactos e informações sobre as visitas às instituições, contactos com a imprensa

Ajude-nos a melhorar

Encontrou a informação que procurava?

SimNão

O que procurava?

Tem alguma sugestão?