RSS
Índice remissivo
Esta página está disponível em 15 idiomas
Novos idiomas disponíveis:  CS - HU - PL - RO

We are migrating the content of this website during the first semester of 2014 into the new EUR-Lex web-portal. We apologise if some content is out of date before the migration. We will publish all updates and corrections in the new version of the portal.

Do you have any questions? Contact us.


Certificação ambiental das aeronaves e das suas peças e equipamentos

Este regulamento define as regras aplicáveis em matéria de aeronavegabilidade e de certificação ambiental das aeronaves. O objectivo é estabelecer um novo sistema de certificação, sob a responsabilidade da Agência Europeia para a Segurança da Aviação (AESA). O regulamento prevê, contudo, um regime transitório, para que a AESA possa dotar-se das definições e procedimentos adequados.

ACTO

Regulamento (CE) n.° 1702/2003 da Comissão, de 24 de Setembro de 2003, que estipula as normas de execução relativas à aeronavegabilidade e à certificação ambiental das aeronaves e dos produtos, peças e equipamentos conexos, bem como à certificação das entidades de projecto e produção [Ver actos modificativos].

SÍNTESE

No Anexo do presente regulamento, a «Parte 2l» especifica os requisitos técnicos comuns e os procedimentos administrativos de certificação aplicáveis às aeronaves e às suas peças e equipamentos em matéria de aeronavegabilidade e no plano do ambiente. Apresenta também as regras que se aplicam às organizações que projectam e produzem esses produtos. Este regulamento fixa as condições a satisfazer nas seguintes áreas:

  • emissão de certificados-tipo, certificados-tipo restritos, certificados-tipo suplementares e alterações a esses certificados;
  • emissão de certificados de aeronavegabilidade, certificados restritos de aeronavegabilidade, licenças de voo e certificados de aptidão autorizados;
  • emissão de aprovações de projectos de reparação;
  • demonstração do cumprimento dos requisitos de protecção ambiental;
  • emissão de certificados de emissão de ruído;
  • identificação de produtos, peças e equipamentos;
  • certificação das entidades de projecto e produção;
  • emissão de directivas de aeronavegabilidade.

Uma entidade responsável pelo projecto ou pela produção de produtos, peças e equipamentos deve demonstrar a sua capacidade nos termos do disposto conformidade com a «Parte 2l» do Anexo do presente regulamento. As entidades de projecto ou produção cuja sede social se situe num país não pertencente à UE pode demonstrar a sua capacidade através de um certificado emitido por esse país relativamente ao produto, peça ou equipamento em causa, desde que;

  • o país seja o país de projecto ou produção;
  • a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (AESA) tenha determinado que o sistema do país inclui o nível de independência necessário para verificação da observância, em conformidade com o presente regulamento.

Os seguintes elementos mantêm-se em vigor, em conformidade com o presente regulamento, quando as condições específicas descritas no presente documento sejam satisfeitas:

  • certificados-tipo e certificados relacionados de aeronavegabilidade e certificados-tipo suplementares emitidos antes de 28 de Setembro de 2003 por um país da União Europeia (UE);
  • aeronaves presentes no Registo Aeronáutico Nacional de um país da UE a 28 de Setembro de 2003 e que se mantivessem neste registo em 28 de Março de 2007;
  • peças e equipamentos aprovados por um país da UE e válidos em 28 de Setembro de 2003;
  • organizações de projecto ou produção aprovadas ou reconhecidas por um país da UE antes de 28 de Setembro de 2003.

A AESA é a autoridade competente para a emissão de certificados-tipo de aeronaves e componentes e alterações às mesmas, para a aprovação de certas alterações e reparações, para aprovações de entidades de projecto e de entidades de produção de países não pertencentes à UE (ou de um país da UE na sequência de um pedido da autoridade competente desse país).

REFERÊNCIAS

ActoEntrada em vigor – Termo de vigênciaPrazo de transposição nos Estados-MembrosJornal Oficial

Regulamento (CE) n.° 1702/2003

28.9.2003

-

JO L 243 de 27.9.2003

Actos modificativosEntrada em vigorPrazo de transposição nos Estados-MembrosJornal Oficial

Regulamento (CE) n.° 706/2006

10.5.2006

-

JO L 122 de 9.5.2006

Regulamento (CE) n.° 375/2007

5.4.2007

-

JO L 94 de 4.4.2007

Regulamento (CE) n.° 287/2008

30.3.2008

-

JO L 87 de 29.3.2008

Regulamento (CE) n.° 1194/2009

28.12.2009

-

JO L 321 de 8.12.2009

As sucessivas alterações e correcções do Regulamento (CE) n.° 1702/2003 foram integradas no texto de base. A versão consolidada apenas tem valor documental.

Última modificação: 24.01.2011
Advertência jurídica | Sobre este sítio | Pesquisa | Contacto | Topo da página