RSS
Índice remissivo
Esta página está disponível em 11 idiomas

We are migrating the content of this website during the first semester of 2014 into the new EUR-Lex web-portal. We apologise if some content is out of date before the migration. We will publish all updates and corrections in the new version of the portal.

Do you have any questions? Contact us.


Estratégia para a união aduaneira

A Comissão define uma nova estratégia a adoptar para as actividades aduaneiras da União Europeia, a fim de se adaptar às mutações actuais e futuras, assim como sugerir acções concretas a empreender.

ACTO

Comunicação da Comissão ao Conselho, ao Parlamento Europeu e ao Comité Económico e Social, de 8 de Fevereiro de 2001, relativa a uma estratégia para a união aduaneira [COM(2001) 51 final – Não publicada no Jornal Oficial].

SÍNTESE

A presente comunicação analisa os desafios que a actividade aduaneira deve enfrentar presentemente e a curto prazo: o alargamento da União Europeia, a luta contra a fraude, a criminalidade organizada, o papel das alfândegas na cobrança das receitas, a evolução do comércio internacional, a segurança dos cidadãos, os novos métodos comerciais, a influência sobre a competitividade das empresas comunitárias e a importância crescente da fiscalidade indirecta.

A comunicação enumera as melhores práticas, a cooperação entre as entidades interessadas, a formação dos funcionários e dos operadores, a simplificação da legislação e os investimentos em infra-estruturas e em equipamento como instrumentos para enfrentar os desafios assinalados.

Para os próximos anos, os objectivos estratégicos da União Europeia no domínio aduaneiro são os seguintes:

  • propor um quadro baseado em regras transparentes, estáveis e propícias ao desenvolvimento do comércio internacional;
  • dotar a Comunidade e os Estados-Membros dos recursos necessários;
  • proteger a sociedade do comércio desleal e salvaguardar os seus interesses financeiros, comerciais, sanitários e ambientais.

Com vista a introduzir a nova estratégia para a união aduaneira, a Comissão realça cinco domínios de acção: simplificar e racionalizar a legislação, melhorar os controlos aduaneiros, assegurar um bom serviço às empresas, melhorar a formação e a cooperação internacional no domínio aduaneiro.

Simplificar e racionalizar a legislação

Afigura-se necessário alterar a legislação aduaneira, a fim de resolver as questões relativas à fraude e ter em conta a evolução do mundo empresarial. Na comunicação são assinaladas as seguintes acções concretas:

  • implicar os operadores económicos na preparação da legislação e prestar-lhes assistência em matéria de legislação complexa;
  • prosseguir a harmonização das sanções;
  • assegurar que toda a regulamentação permite a transmissão electrónica dos dados;
  • melhorar a aplicação da legislação.

Melhorar os controlos aduaneiros

Neste domínio são propostas diversas acções:

  • aperfeiçoar as normas e a realização dos controlos;
  • melhorar a cooperação entre os serviços aduaneiros e entre estes e as autoridades fiscais, policiais, etc.,
  • utilizar de maneira mais eficaz a análise de risco;
  • reforçar a luta contra a contrafacção, a pirataria e a falsa marcação da origem;
  • introduzir um novo sistema de trânsito informatizado (NSTI);
  • aplicar as novas tecnologias da informação nas alfândegas;
  • desenvolver módulos conjuntos de auditoria entre a Comissão e os Estados-Membros.

Assegurar um bom serviço às empresas

A comunicação salienta as seguintes acções tendentes a melhorar os serviços prestados às empresas:

  • simplificar e melhorar os procedimentos;
  • facilitar o acesso electrónico às informações aduaneiras;
  • continuar os trabalhos relativos à simplificação do comércio;
  • utilizar memorandos de entendimento, a fim de reforçar a cooperação.

Melhorar a formação

A formação dos agentes aduaneiros e dos operadores económicos é muito importante. A Comissão propõe o seguinte:

  • estabelecer módulos comuns de formação;
  • finalizar o estudo de viabilidade sobre a Academia aduaneira europeia;
  • orientar a formação para sectores problemáticos e para a conformidade das empresas com a legislação.

Melhorar a cooperação internacional

Para melhorar a cooperação entre os serviços aduaneiros, a comunicação sublinha que é necessário:

  • representar adequadamente a Comunidade nas instâncias internacionais que tratam das questões aduaneiras;
  • promover a cooperação internacional perante os desafios, designadamente do alargamento e da luta contra a fraude.

ACTOS RELACIONADOS

Comunicação da Comissão ao Conselho, ao Parlamento Europeu e ao Comité Económico e Social, de 1 de Abril de 2008, intitulada «Estratégia para a evolução da união aduaneira» [COM(2008) 169 final – Não publicada no Jornal Oficial].
A presente estratégia destina-se a completar a reforma aduaneira. Após a modernização legal e tecnológica dos serviços aduaneiros, este processo deve ser aplicado nas administrações dos serviços aduaneiros, realçando a sua dimensão humana.

Última modificação: 27.05.2008

Veja também

  • Sítio Internet da Direcção-Geral Fiscalidade e União Aduaneira (DG TAXUD) sobre a estratégia aduaneira (DE) (EN) (FR)
Advertência jurídica | Sobre este sítio | Pesquisa | Contacto | Topo da página