RSS
Índice remissivo
Esta página está disponível em 15 idiomas
Novos idiomas disponíveis:  CS - HU - PL - RO

We are migrating the content of this website during the first semester of 2014 into the new EUR-Lex web-portal. We apologise if some content is out of date before the migration. We will publish all updates and corrections in the new version of the portal.

Do you have any questions? Contact us.


Programa específico: Prevenir e combater a criminalidade (2007-2013)

No âmbito do programa geral «Segurança e protecção das liberdades», a União Europeia (UE) cria, para o período de 2007 a 2013, um programa específico destinado a apoiar os projectos em matéria de prevenção e luta contra a criminalidade, organizada ou não.

ACTO

Decisão 2007/125/JAI do Conselho, de 12 de Fevereiro de 2007, que cria, para o período de 2007 a 2013, no âmbito do Programa Geral sobre Segurança e Protecção das Liberdades, o programa específico «Prevenir e combater a criminalidade».

SÍNTESE

O programa «Prevenir e combater a criminalidade», substitui o programa-quadro relativo à cooperação policial e judiciária em matéria penal (AGIS). Tem como objecto prevenir e combater a criminalidade, nomeadamente o terrorismo, o tráfico de seres humanos, os crimes contra as crianças, o tráfico de droga, o tráfico de armas, a corrupção e a fraude. O programa inclui quatro vertentes temáticas principais:

  • prevenção da criminalidade e criminologia;
  • aplicação da lei;
  • protecção e apoio às testemunhas;
  • protecção das vítimas.

No âmbito destas linhas de acção principais, o novo programa prevê, nomeadamente:

  • desenvolver a coordenação e a cooperação entre os serviços responsáveis pela aplicação da lei, as outras autoridades nacionais e os órgãos da União Europeia (UE);
  • promover as melhores práticas em matéria de protecção das vítimas e das testemunhas;
  • encorajar os métodos necessários para uma estratégia de prevenção e luta contra a criminalidade e de garantia da segurança, tais como o trabalho desenvolvido na Rede Europeia de Prevenção da Criminalidade e as parcerias entre os sectores público e privado.

Ainda que não abranja a cooperação judiciária, o programa pode contemplar acções que se destinem a incentivar a cooperação entre as autoridades judiciárias e os serviços responsáveis pela aplicação da lei.

Projectos e acções elegíveis

O programa permitirá financiar, por intermédio de subvenções ou contratos públicos:

  • projectos de dimensão europeia lançados e geridos pela Comissão;
  • projectos transnacionais que associem parceiros de, pelo menos, dois Estados-Membros ou de, pelo menos, um Estado-Membro e um país candidato ou em vias de adesão;
  • projectos nacionais desenvolvidos nos Estados-Membros que preparem projectos transnacionais e/ou de acções comunitárias, os complementem, ou que desenvolvam técnicas inovadoras susceptíveis de ser transferidas para outros países;
  • subvenções de funcionamento concedidas a organizações não governamentais sem fins lucrativos que prossigam objectivos do programa à escala europeia.

As acções elegíveis são, nomeadamente, as acções de cooperação e coordenação operacionais, as actividades de análise, avaliação e acompanhamento, a transferência de tecnologias e metodologias, a formação e o intercâmbio de pessoal e de peritos, bem como as actividades de sensibilização e de divulgação.

O programa destina-se aos serviços responsáveis pela aplicação da lei aos outros actores privados ou públicos, incluindo as autoridades regionais e nacionais, os parceiros sociais, as universidades, os institutos de estatística e as ONG, bem como os organismos internacionais competentes que participem como parceiros.

Os organismos que solicitam a participação no programa devem ter personalidade jurídica e a respectiva sede deve estar situada num Estado-Membro. Os organismos e organizações com fins lucrativos apenas têm acesso a subvenções em associação com organismos públicos ou com organizações sem fins lucrativos.

A presente decisão substitui, a partir de 1 de Janeiro de 2007, as disposições correspondentes da Decisão 2002/630/JAI (AGIS). As acções iniciadas antes de 31 Dezembro de 2006 por força dessa decisão continuam a ser reguladas pela referida decisão até ao seu termo.

Contexto

O programa específico «Prevenir e combater a criminalidade», tal como o programa «Prevenção, preparação e gestão das consequências em matéria de terrorismo», faz parte do programa-quadro «Segurança e protecção das liberdades» que conta com um orçamento de 745 milhões de euros para o período 2007-2013.

REFERÊNCIAS

Acto Entrada em vigor Prazo de transposição nos Estados-Membros Jornal Oficial
Decisão 2007/125/JAI

24.2.2007

-

JO L 58 de 24.2.2007

ACTOS RELACIONADOS

Comunicação da Comissão ao Parlamento Europeu e ao Conselho, de 16 de Junho de 2011, sobre a avaliação intercalar do Programa-Quadro «Segurança e Protecção das Liberdades» (2007-2013) [COM(2011) 318 final – Não publicada no Jornal Oficial].
O relatório avalia a execução do programa «Prevenir e combater a criminalidade» durante o período 2007-2009. Conclui que os projectos apoiados pelo programa produziram, globalmente, os resultados esperados: criação de novas ferramentas e metodologias, disseminação de boas práticas e reforço dos conhecimentos sobre questões específicas. A grande maioria dos projectos diz respeito aos métodos horizontais de prevenção da criminalidade e à cooperação entre os organismos responsáveis pela aplicação da lei. Os agentes responsáveis pela aplicação da lei são, aliás, os principais participantes no programa. A Alemanha, Itália, os Países Baixos e o Reino Unido representam 48 % dos projectos. No entanto, a Comissão identifica vários problemas na execução e constata uma subutilização das dotações. Propõe a continuação do programa até 2013, melhorando o processo de aprovação de subvenções e o processo de avaliação.

Comunicação da Comissão ao Conselho e ao Parlamento Europeu que estabelece o programa-quadro «Segurança e protecção das liberdades» para o período de 2007 a 2013 [COM(2005) 124 final – Não publicada no Jornal Oficial].

Última modificação: 08.09.2011
Advertência jurídica | Sobre este sítio | Pesquisa | Contacto | Topo da página