RSS
Índice remissivo

We are migrating the content of this website during the first semester of 2014 into the new EUR-Lex web-portal. We apologise if some content is out of date before the migration. We will publish all updates and corrections in the new version of the portal.

Do you have any questions? Contact us.


Mercado interno

Mercado interno

O mercado interno da União Europeia é um mercado único onde os bens, serviços, capitais e pessoas circulam livremente e no qual os cidadãos europeus podem viver, trabalhar, estudar ou fazer negócios livremente.
Desde a sua criação, em 1993, o mercado único tornou-se mais aberto à concorrência, criou novos empregos, definiu preços mais acessíveis para o consumidor e permitiu que empresas e cidadãos beneficiassem de uma vasta gama de produtos e serviços.
O objetivo da União Europeia é simplificar ainda mais as regulamentações que continuam a impedir os cidadãos e as empresas de tirar o máximo proveito das vantagens do mercado único.

  • Mercado interno: quadro geral

  • Livre circulação de pessoas, Asilo e imigração, Livre circulação dos trabalhadores
  • Mercado único de mercadorias
    Livre circulação de mercadorias, Harmonização técnica, Rotulagem e embalagem de produtos, Segurança dos consumidores, Produtos farmacêuticos e cosméticos, Produtos químicos, Veículos a motor, Construção, Dimensão externa
  • Mercado único de serviços
    Livre circulação de serviços, Profissões liberais, Serviços de interesse geral, Transportes, Sociedade da informação, Serviços postais, Serviços financeiros, Bancos, Seguros, Transações de valores mobiliários
  • Mercado único de capitais
    Livre circulação de capitais, União económica e monetária, Atores económicos e privados, Aspetos fiscais, Luta contra a fraude, Relações externas
  • As empresas no âmbito do mercado interno
    Direito das sociedades, Contratos públicos, Propriedade intelectual

Veja também

Advertência jurídica | Sobre este sítio | Pesquisa | Contacto | Topo da página