RSS
Índice remissivo
Esta página está disponível em 15 idiomas
Novos idiomas disponíveis:  CS - HU - PL - RO

We are migrating the content of this website during the first semester of 2014 into the new EUR-Lex web-portal. We apologise if some content is out of date before the migration. We will publish all updates and corrections in the new version of the portal.

Do you have any questions? Contact us.


Envelhecer bem na sociedade da informação: Plano de Acção no domínio "Tecnologias da Informação e das Comunicações e Envelhecimento"

A Comissão Europeia lança um plano de acção no quadro da iniciativa i2010: o objectivo é simultaneamente acompanhar as pessoas de idade para que possam ter uma velhice mais segura e autónoma e favorecer o desenvolvimento das tecnologias da informação e das comunicações (TIC) nos serviços prestados às pessoas.

ACTO

Comunicação da Comissão ao Conselho, ao Parlamento Europeu, ao Comité Económico e Social Europeu e ao Comité das Regiões, de 14 de Junho de 2007: Envelhecer bem na sociedade da informação - iniciativa i2010 - Plano de acção no domínio "Tecnologias da informaçção e das comunicações e envelhecimento" [COM(2007) 332 final - Não publicado no Jornal Oficial].

SÍNTESE

O envelhecimento da população europeia representa um desafio para o mercado europeu do emprego, dos sistemas de serviços sociais e dos cuidados de saúde. Mas, ao mesmo tempo, representa igualmente uma oportunidade económica e social. Com efeito, as tecnologias da informação e das comunicações (TIC) farão surgir novos produtos e serviços, mais acessíveis e capazes de responder às necessidades das pessoas de idade.

O plano de acção visa promover e coordenar o desenvolvimento das TIC associadas aos serviços para pessoas idosas na União Europeia, para lhes permitir:

  • prolongar a sua actividade profissional, garantindo-lhes um equilíbrio entre vida activa e profissional;
  • manterem-se socialmente activas e criativas, através de uma comunicação em rede e do acesso aos serviços públicos e comerciais. Desse modo se reduz o isolamento social das pessoas de idade, em particular nas zonas rurais;
  • envelhecer bem em casa: as TIC devem permitir aumentar a qualidade de vida e a independência.

A Europa não deve deixar fugir a oportunidade de utilizar o potencial das TIC para dar qualidade à terceira idade *. Estas tecnologias podem, com efeito, tornar-se um motor de emprego e crescimento, assim como um mercado-piloto frutuoso.

De momento, o mercado dos serviços associados ao envelhecimento permanece fragmentado. Além disso, nenhum dos actores envolvidos (pessoas de idade, empresas, autoridades públicas, etc) tem uma visão do conjunto dos problemas e soluções para eles. O desenvolvimento do mercado tem sido travado pela falta de partilha de experiências e de boas práticas. As normas, os procedimentos, os regimes de reembolso e as disposições respeitantes às deficiências variam de um Estado-Membro para outro. Por último, existem ainda obstáculos técnicos: as pessoas de idade não dispõem necessariamente das ferramentas e dos conhecimentos tecnológicos necessários.

Para racionalizar este sistema, a Comissão incita as partes interessadas a fazerem uma reflexão que coloque o utilizador no centro das preocupações.

Os objectivos do plano de acção da Comissão aplicam-se tanto aos cidadãos como às empresas e às autoridades públicas. Consistem fundamentalmente no seguinte:

  • para os cidadãos, em melhorar a qualidade de vida e a saúde;
  • para as empresas, em aumentar a dimensão e as oportunidades de mercado no mercado interno das TIC para as pessoas de idade, em aumentar a qualificação e a produtividade da mão-de-obra e em reforçar as posições nos mercados mundiais em expansão;
  • para as autoridades públicas, em baixar os custos aumentando ao mesmo tempo a eficácia e a qualidade global dos cuidados de saúde e dos serviços sociais.

O plano de acção articula-se em torno de quatro domínios:

  • ultrapassar os obstáculos técnicos e regulamentares ao desenvolvimento do mercado, avaliando os mercados e facilitando o intercâmbio de boas práticas entre os Estados-Membros. A Comissão propõe-se avaliar as possibilidades tecnológicas e determinar as linhas directrizes e as datas-alvo. A ideia é ultrapassar os obstáculos jurídicos e técnicos à adopção das TIC para uma vida autónoma. Os Estados-Membros deverão paralelamente reforçar a implementação das disposições legais existentes em matéria de acessibilidade electrónica;
  • sensibilizar e criar um consenso através da cooperação e do desenvolvimento de parcerias entre os diferentes actores. As TIC para envelhecer bem darão uma contribuição fundamental para a iniciativa europeia no domínio da info-inclusão, prevista para 2008. Está também prevista a criação de um portal Internet sobre as TIC e o envelhecimento.
  • acelerar a adopção das tecnologias, por exemplo, através de um conjunto de projectos-piloto e de um sistema europeu de recompensas para as habitações inteligentes e as aplicações destinadas a favorecer a autonomia;
  • estimular a investigação e a inovação, apoiando sem demora um programa de investigação conjunto entre os sectores público e privado, consagrado à «assistência à autonomia no domicílio». Este programa visa favorecer a emergência de produtos, serviços e sistemas inovadores baseados nas TIC, em benefício da população mais idosa da Europa.

No âmbito do 7.º Programa-Quadro de actividades de investigação, desenvolvimento tecnológico e demonstração, a Comissão está decidida a intensificar a investigação sobre as TIC para as pessoas idosas. Serão lançadas outras iniciativas no âmbito do Programa para a Competitividade e a Inovação. Essas iniciativas serão acompanhadas por um novo programa europeu de investigação comum. No total, os programas farão aumentar para mais de mil milhões de euros os investimentos em investigação e inovação sobre as TIC.

No futuro, será necessária uma maior coordenação entre os Estados-Membros para estimular a investigação orientada para o mercado neste domínio. Para atingir estes objectivos, será lançada uma iniciativa comum de investigação intitulada «Envelhecer bem na sociedade da informação». As empresas, a indústria, os fornecedores de serviços, entre outros, serão encorajados a estabelecer um diálogo, nomeadamente através de plataformas tecnológicas, para permitir o surgimento mais rápido de produtos, serviços e sistemas inovadores.

Contexto

Este plano de acção faz parte integrante da iniciativa da União Europeia i2010 - Uma sociedade da informação para o crescimento e o emprego. Anteriormente, em 2005, a Comissão havia adoptado uma estratégia sobre a acessibilidade dos produtos e serviços em linha e, em 2006, em Riga, os Estados-Membros chegaram a acordo sobre uma agenda política (DE ) (EN ) (FR ) em favor de uma sociedade da informação acessível, baseada na inclusão.

O envelhecimento na Europa constitui um desafio económico e social importantíssimo: em 2020, um quarto da população europeia terá mais de 65 anos, enquanto as despesas com aposentações e cuidados de saúde triplicarão até 2050. No entanto, as pessoas de idade são também consumidores não negligenciáveis, cuja riqueza global ultrapassa os 3 biliões de euros.

Palavras-chave do acto
  • TIC para envelhecer bem: Tecnologias da informação e das comunicações dedicadas aos serviços prestados às pessoas, que visam tornar mais acessíveis e mais eficazes esses serviços para uma população em envelhecimento, nomeadamente em matéria de saúde.

ACTOS RELACIONADOS

Comunicação da Comissão ao Conselho, ao Parlamento Europeu, ao Comité Económico e Social Europeu e ao Comité das Regiões, de 1 de Junho de 2005: « i2010 - Uma Sociedade da Informação para o Crescimento e o Emprego [COM(2005) 229 final - Não publicado no Jornal Oficial].

Comunicação da Comissão ao Conselho, ao Parlamento Europeu, ao Comité Económico e Social Europeu e ao Comité das Regiões, de 8 de Novembro de 2007: «Iniciativa i2010 para a info-inclusão - participar na sociedade da informação». [COM(2007) 694 final - Não publicado no Jornal Oficial].

Última modificação: 03.12.2007
Advertência jurídica | Sobre este sítio | Pesquisa | Contacto | Topo da página