RSS
Índice remissivo
Esta página está disponível em 11 idiomas

We are migrating the content of this website during the first semester of 2014 into the new EUR-Lex web-portal. We apologise if some content is out of date before the migration. We will publish all updates and corrections in the new version of the portal.

Do you have any questions? Contact us.


Aprendizagem electrónica: Programa eLearning (2004-2006)

Arquivos

O programa eLearning visava melhorar a qualidade e a acessibilidade dos sistemas europeus de educação e de formação graças a uma utilização efectiva das tecnologias da informação e comunicação.

ACTO

Decisão n.º 2318/2003/CE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 5 de Dezembro de 2003, que adopta um programa plurianual (2004-2006) para a integração efectiva das tecnologias da informação e comunicação (TIC) nos sistemas europeus de educação e formação (Programa eLearning).

SÍNTESE

Objectivos

O objectivo geral do programa consistia em incentivar o recurso efectivo às tecnologias da informação e comunicação (TIC) nos sistemas europeus de educação e formação. Tratava-se de promover uma educação de qualidade e de adaptar os sistemas educativos e de formação às necessidades de uma sociedade do conhecimento e do modelo europeu de coesão social.

Os objectivos específicos do programa eram os seguintes:

  • Explorar e promover os meios de recurso à aprendizagem electrónica para reforçar a coesão social, fomentar o desenvolvimento pessoal, incentivar o diálogo intercultural e combater a fractura digital.
  • Promover e desenvolver o recurso à aprendizagem electrónica possibilitando a aplicação do modelo de aprendizagem ao longo da vida na Europa.
  • Explorar as potencialidades da aprendizagem electrónica para consolidar a dimensão europeia na educação.
  • Facilitar uma cooperação mais estruturada no domínio da aprendizagem electrónica entre os diversos programas e instrumentos comunitários e as acções dos Estados-Membros.
  • Prever mecanismos para melhoria da qualidade dos produtos e serviços, bem como para garantir uma difusão eficaz e o intercâmbio de boas práticas.

Acções

As acções empreendidas no âmbito do programa eLearning diziam respeito ao seguinte:

  • Promoção da literacia digital. As acções nesta área incidiam sobre o contributo das TIC na aprendizagem, em particular para aqueles que, devido à localização geográfica, à sua situação social ou às suas necessidades específicas, não pudessem beneficiar da educação e formação convencionais. Deviam identificar ainda os bons exemplos e desenvolver sinergias entre os muitos projectos nacionais e europeus que se dirigiam aos referidos grupos-alvo. As orientações neste domínio deviam ser fornecidas por estudos e por um grupo de peritos de alto nível.
  • Criação de campus virtuais europeus. As acções nesta área centravam-se numa melhor integração da dimensão virtual no ensino superior. O objectivo consistia em fomentar a concepção de novos modelos organizacionais para as universidades virtuais europeias (campus virtuais), de mecanismos europeus de intercâmbio e partilha (mobilidade virtual), com base nos quadros de cooperação europeus existentes (Programa Erasmus, processo de Bolonha), dotando os seus instrumentos operacionais (Sistema Europeu de Transferências de Crédito de Curso - "European Credit Transfer Sustem"), "European Masters" (controlo de qualidade, mobilidade), de uma "dimensão de aprendizagem electrónica".
  • Geminação electrónica de escolas primárias e secundárias e promoção da formação de professores (eTwinning). A acção lançada a 14 de Janeiro de 2005, visava reforçar e desenvolver a ligação em rede de estabelecimentos escolares, nomeadamente através de um sistema de geminação de escolas à escala europeia que devia permitir a todos os estabelecimentos europeus a formação de parcerias pedagógicas com uma escola de outro ponto da Europa, incentivando a aprendizagem de línguas e o diálogo intercultural e promovendo a consciencialização do modelo europeu de sociedade multilingue e multicultural.
  • Acções transversais e acompanhamento da aprendizagem electrónica. As acções nesta área incidiam sobre a promoção da aprendizagem electrónica na Europa, inscrevendo-se na linha do acompanhamento do Plano de Acção eLearning. Os objectivos passavam pela difusão, promoção e adopção de boas práticas e produtos resultantes dos muitos projectos e programas financiados a nível europeu ou a nível dos Estados-Membros, bem como pelo reforço da cooperação entre os diversos agentes envolvidos, nomeadamente através da promoção de parcerias entre os sectores público e privado.

A execução do programa devia apoiar-se acções vocacionadas para a divulgação de resultados (por exemplo, disponibilização de informações na Internet, apresentação de projectos, manifestações, etc.).

Países participantes

O programa estava aberto à participação dos 25 Estados-Membros da Comunidade, dos Estados EEE-EFTA e dos países candidatos à adesão à União Europeia (UE).

Execução do programa

A Comissão assegurou a execução do programa eLearning. Procurava gerar sinergias com outros programas e acções comunitários no domínio da educação, da investigação, da política social e do desenvolvimento regional e apoiava e promovia a cooperação com organizações internacionais. Em colaboração com um comité composto por representantes dos Estados-Membros, a Comissão definia o plano de trabalho anual, o orçamento anual, bem como quaisquer medidas necessárias à execução do programa.

Os Estados-Membros deviam identificar as entidades adequadas para cooperar estreitamente com a Comissão no que se referia à informação pertinente sobre o recurso à aprendizagem electrónica.

Orçamento

A dotação financeira para o período compreendido entre 1 de Janeiro de 2004 e 31 de Dezembro de 2006 foi fixada em 44 milhões de euros, com a seguinte repartição:

  • 10 % para aprendizagem electrónica para promoção da literacia digital;
  • 30 % para campus virtuais europeus;
  • Cerca de 45 % para geminação electrónica entre escolas na Europa e apoio à formação de professores;
  • Um máximo de 7,5 % para acções transversais e acompanhamento da aprendizagem electrónica;
  • Um máximo de 7,5 % para assistência técnica e administrativa.

Os financiamentos eram concedidos na sequência de concursos públicos e convites à apresentação de propostas.

Acompanhamento e avaliação

A Comissão assegurou, em cooperação com os Estados-Membros, o acompanhamento regular do programa. Com vista a avaliar a pertinência, a eficácia e o impacto das diversas acções, o programa eLearning foi objecto de uma avaliação externa no final da sua vigência.

Contexto

No Conselho Europeu de Lisboa de 23 e 24 de Março de 2000, os Chefes de Estado e de Governo fixaram à União Europeia o seguinte objectivo: "tornar-se na economia baseada no conhecimento mais dinâmica e competitiva do mundo até 2010". Desde essa altura, a Europa já realizou progressos consideráveis em matéria de implantação das novas tecnologias da informação e da comunicação (TIC), porém ainda há muito a fazer para desenvolver a utilização pedagógica das TIC. O programa eLearning destinava-se a preencher estas lacunas, intensificando os esforços já empreendidos.

REFERÊNCIAS

ActoEntrada em vigor – Data do termo de vigênciaPrazo de transposição nos Estados-MembrosJornal Oficial
Decisão n.° 2318/2003/CE

20.01.2004 – 31.12.2006

-

JO L 345 de 31.12.2003

ACTOS RELACIONADOS

Relatório de 6 de Abril de 2009 da Comissão Europeia ao Conselho, ao Parlamento Europeu, ao Comité Económico e Social Europeu e ao Comité das Regiões – Relatório final sobre a execução e o impacto da segunda fase (2000-2006) dos programas de acção comunitários no domínio da educação (Socrates), da formação profissional (Leonardo da Vinci) e do programa plurianual (2004-2006) para a integração efectiva das tecnologias de informação e comunicação (TIC) nos sistemas europeus de edução e formação (programa eLearning) [COM(2009) 159 final – Não publicado no Jornal Oficial].
O programa eLearning, em conjunto com o Socrates e o Leonardo da Vinci, foi integrado no novo programa de aprendizagem ao longo da vida 2007-13. Consequentemente, a avaliação final do programa para o período 2004-06 foi produzida em conjunto com os dois outros programas. Este relatório baseia-se nessa avaliação externa, incluindo uma análise dos relatórios provenientes dos países participantes.
O impacto positivo do programa eLearning foi evidente:

  • nos resultados a curto prazo;
  • na cooperação transnacional entre instituições;
  • na qualidade do ensino, da aprendizagem e dos programas;
  • no desenvolvimento da literacia digital.

De uma forma geral, o programa teve um impacto significativo na educação e formação, contribuindo para a criação de uma área educativa europeia. O impacto foi quantitativo e qualitativo, influenciando os níveis individual, institucional e de construção de políticas. Em particular, o programa eLearning forneceu um valor adicionado no tratamento das disparidades socioeconómicas e no estabelecimento de uma cultura de cooperação entre as instituições europeias.
Durante a sua duração, o programa financiou as seguintes actividades:

  • projectos eTwinning envolvendo 7813 escolas (23 812 escolas registadas para participação);
  • 21 projectos sobre campus virtuais;
  • 25 projectos sobre literacia digital;
  • 16 projectos sobre acções transversais.

Decisão n.º 1720/2006/CE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 15 de Novembro de 2006, que estabelece um programa de acção no domínio da aprendizagem ao longo da vida [Jornal Oficial L 327 de 24.11.2006].
O programa eLearning não foi renovado sob forma de programa sectorial, contudo os seus objectivos foram integrados no programa de aprendizagem ao longo da vida (2007-13).
O objectivo geral do programa consiste em promover os intercâmbios, a cooperação e a mobilidade entre os sistemas de educação e de formação europeus para que estes últimos passem a ser uma referência mundial de qualidade. O desenvolvimento de conteúdos, serviços, pedagogias e práticas inovadores com base nas TIC faz parte das actividades principais do programa.

Última modificação: 02.10.2009
Advertência jurídica | Sobre este sítio | Pesquisa | Contacto | Topo da página