RSS
Índice remissivo
Esta página está disponível em 14 idiomas
Novos idiomas disponíveis:  CS - HU - PL - RO

We are migrating the content of this website during the first semester of 2014 into the new EUR-Lex web-portal. We apologise if some content is out of date before the migration. We will publish all updates and corrections in the new version of the portal.

Do you have any questions? Contact us.


Programa Inter-Regional: Documento de Estratégia 2007-2013 e Programa Indicativo 2007-2010

O Programa Inter-Regional (PIR), parte integrante do Instrumento Europeu de Vizinhança e Parceria (IEVP), visa reforçar a Política Europeia de Vizinhança (PEV), bem como o diálogo e a cooperação a nível regional. Destina-se aos países abrangidos pela PEV, bem como à Rússia, e diz respeito às suas relações com a União Europeia. Alarga o campo de aplicação dos instrumentos comunitários, cuja eficácia já está comprovada, aos países em causa no que se refere aos domínios de acção prioritários identificados no Documento de Estratégia para o período 2007-2013 e no Programa Indicativo para o período 2007-2010.

ACTO

Instrumento Europeu de Vizinhança e Parceria – Programa Inter-Regional – Documento de Estratégia 2007-2013, Programa Indicativo 2007-2010 (DE ) (EN ) (FR ).

SÍNTESE

O Programa Inter-Regional (PIR) apoia a realização dos objectivos da Política Europeia de Vizinhança (PEV) (DE) (EN) (FR) e da parceria estratégica com a Rússia. Centra-se no diálogo e na cooperação entre os países beneficiários do Instrumento Europeu de Vizinhança e Parceria (IEVP), bem como entre estes e a União Europeia (UE).

O PIR fornece, no âmbito do IEVP, apoio financeiro às actividades cuja execução a nível inter-regional representa um valor acrescentado em termos de visibilidade, coerência, eficácia e flexibilidade. Prevê, além disso, um papel mais importante para os governos, as universidades, as cidades e as regiões a fim de assegurar uma execução eficaz e de reforçar o impacto das iniciativas e acções desenvolvidas.

Programas

O Documento de Estratégia 2007-2013 e o Programa Indicativo 2007-2010 identificam os domínios de acção prioritários do PIR, distinguindo cinco domínios prioritários para o período 2007-2010.

A promoção das reformas através do aconselhamento e da experiência da UE visa apoiar os processos de reforma dos países beneficiários do IEVP. Com base na experiência adquirida durante os processos de transição dos dez novos Estados-Membros, esta prioridade baseia-se essencialmente no seguinte:

  • o programa de assistência técnica e de intercâmbio de informações (TAIEX), que fornece aconselhamento específico e conhecimentos especializados em matéria de aproximação das legislações ao acervo comunitário;
  • o apoio para a consolidação das instituições públicas e dos sistemas de gestão (SIGMA) (EN), lançado pela Comissão Europeia e a Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económico (OCDE) (EN) (FR) na Europa. O seu objectivo consiste em facilitar a integração económica e a cooperação política com a UE.

A promoção da reforma do ensino superior e da mobilidade dos estudantes é vital para o desenvolvimento dos países parceiros, a compreensão mútua entre os povos e os contactos pessoais. O programa Tempus constitui o quadro para a reforma do ensino superior e a promoção da cooperação entre os estabelecimentos de ensino. Com base na experiência adquirida com os programas Erasmus (DE) (EN) (FR) e a Janela de Cooperação Externa Erasmus Mundus (EN), será criado um programa de bolsas a fim de promover a mobilidade dos estudantes e dos professores. Os países parceiros desempenharão um papel mais activo na gestão dos programas.

A promoção da cooperação entre os intervenientes locais dos países parceiros e da UE é um objectivo fundamental da PEV, que assenta no intercâmbio de experiências e de conhecimentos especializados. No entanto, dada a ausência de estruturas, será instituído, numa primeira fase, um programa de cooperação entre as autoridades locais e regionais a fim de reforçar a boa governação democrática e o desenvolvimento sustentável regional e local.

A promoção da execução da PEV e da parceria estratégica com a Rússia diz essencialmente respeito às suas componentes temáticas, tais como a energia, o ambiente e as infra-estruturas. O programa apoia, em especial, as actividades de informação e de diálogo a nível inter-regional destinadas a reforçar a compreensão mútua entre os líderes de opinião e os cidadãos dos países parceiros.

A promoção dos projectos de investimento nos países parceiros da PEV tem por objectivo mobilizar investimentos adicionais em favor uma zona de prosperidade e de boa vizinhança que englobe a UE e os países vizinhos. Estes fundos adicionais permitem melhorar as infra-estruturas que ligam a UE aos países vizinhos nos sectores dos transportes e da energia, fazer face aos problemas ambientais comuns e apoiar o desenvolvimento socioeconómico nos países parceiros.

Modalidades

O financiamento do PIR para o período 2007-2010 eleva-se a 523,9 milhões de euros repartidos do seguinte modo: 40 milhões para o primeiro domínio de acção prioritário, 218,6 milhões para o segundo, 14,3 milhões para o terceiro e 250 milhões para o quinto. A dotação consagrada ao quarto objectivo dependerá da evolução da PEV e da parceria com a Rússia.

O Programa Indicativo 2007-2010 fornece uma perspectiva em termos de resultados esperados para cada prioridade, tais como:

  • a melhoria dos quadros jurídicos e regulamentares e da sua aplicação;
  • a reforma e a modernização do ensino superior nos países parceiros e uma melhor compreensão mútua;
  • um processo de selecção transparente e uma maior visibilidade dos programas de mobilidade e de concessão de bolsas;
  • o reforço da boa governação a nível das autoridades locais e regionais dos países parceiros e o reforço dos laços entre as autoridades locais e regionais;
  • uma actuação eficaz e actividades de informação e de diálogo a nível inter-regional a fim de sensibilizar os interessados para a acção da PEV.

A fim de avaliar o impacto, os parceiros definem indicadores de desempenho na fase de elaboração dos programas (número de parcerias, visibilidade, progressos assinalados nos relatórios, repartição nacional e temática das acções, pertinência das actividades, etc.).

Última modificação: 13.03.2008
Advertência jurídica | Sobre este sítio | Pesquisa | Contacto | Topo da página