RSS
Índice remissivo
Esta página está disponível em 15 idiomas
Novos idiomas disponíveis:  CS - HU - PL - RO

We are migrating the content of this website during the first semester of 2014 into the new EUR-Lex web-portal. We apologise if some content is out of date before the migration. We will publish all updates and corrections in the new version of the portal.

Do you have any questions? Contact us.


Prioridades operacionais do Banco Europeu de Investimento

Instituído pelo Tratado de Roma e criado em 1958, o Banco Europeu de Investimento (BEI) é o banco dos empréstimos a longo prazo da União Europeia (UE). Contribui para a integração europeia e para o desenvolvimento económico das regiões desfavorecidas. Em 1994, nasce o Fundo Europeu de Investimento (FEI), destinado a apoiar o desenvolvimento das Pequenas e Médias Empresas (PME) em rápido crescimento e/ou activas no sector das novas tecnologias. O BEI é o accionista maioritário e o operador do FEI. Em 2000, foi instituído o grupo BEI, composto pelo BEI e pelo FEI. Integrados no grupo, o BEI concede empréstimos bancários a médio e a longo prazos e o FEI está especializado nas operações de capital de risco e na prestação de garantias a favor das PME.

No seu plano de actividade, o BEI define a sua política a médio prazo e fixa prioridades operacionais relativamente aos objectivos atribuídos pelos governadores. Para o período 2011‑2013, a actividade de empréstimo norteia-se pelas seguintes prioridades:

  • coesão e convergência (DE) (EN) (FR);
  • apoio à economia do conhecimento (DE) (EN) (FR);
  • desenvolvimento das redes transeuropeias (RTE) (DE) (EN) (FR);
  • protecção ambiental (DE) (EN) (FR);
  • apoio às pequenas e médias empresas (PME) (DE) (EN) (FR);
  • promoção de uma energia segura, competitiva e sustentável (DE) (EN) (FR));
  • capital humano (DE) (EN) (FR).

Coesão económica e social na União Europeia alargada

A política de coesão da UE pretende reduzir as disparidades económicas e sociais entre as várias regiões da UE. Para além disso, a Comissão implementa esta política através dos Fundos estruturais que concedem subvenções às regiões europeias.

O BEI complementa a acção dos Fundos estruturais com empréstimos concedidos no âmbito da política de coesão. Estes empréstimos constituem uma segunda fonte de financiamento para os projectos desenvolvidos a nível local ou regional.

Apoio à economia do conhecimento

O BEI contribui para a criação de uma economia do conhecimento destinada a estimular o crescimento económico, o emprego e a coesão social. No âmbito deste objectivo, o BEI apoia os investimentos em três domínios:

  • a educação;
  • a investigação-desenvolvimento;
  • a inovação.

Desenvolvimento das redes transeuropeias

O BEI concede ainda um importante apoio ao financiamento das redes transeuropeias (RTE). Estas redes são redes de infra-estruturas de transporte, de energia e de comunicação.

Protecção do ambiente

Os projectos financiados pelo BEI no domínio do ambiente abrangem os seguintes sectores:

  • o ambiente urbano;
  • os transportes sustentáveis;
  • a gestão dos recursos de água (abastecimento e saneamento);
  • o combate às alterações climáticas;
  • as energias renováveis e a eficiência energética.

Além disso, todos os projectos financiados pelo BEI, independentemente da sua natureza, devem respeitar os princípios, as práticas e as normas europeias em matéria ambiental.

Apoio às pequenas e médias empresas (PME)

O Banco Europeu de Investimento faculta financiamentos a médio e longo prazos às PME através de linhas de crédito concedidas a intermediários - bancos ou outras instituições financeiras. Estas linhas de crédito permitem aos intermediários apoiarem projectos de investimento de dimensão limitada realizados pelas PME.

O FEI, por seu lado, apoia as PME directamente, obtendo-lhes fundos próprios graças a financiamento de capital de risco, ou indirectamente, garantindo carteiras de empréstimos às PME detidas por instituições financeiras ou organismos públicos de garantia.

Promoção de uma energia segura, competitiva e sustentável

O apoio às necessidades energéticas da UE constitui uma das prioridades de financiamento do BEI. O BEI centra assim a sua acção em cinco domínios prioritários:

  • energias renováveis;
  • eficiência energética;
  • investigação-desenvolvimento e inovação;
  • diversificação e segurança do aprovisionamento interno;
  • segurança do aprovisionamento externo e desenvolvimento económico.

Capital humano

O BEI contribui para o capital humano ao conceder empréstimos nos sectores da saúde e da educação. Os empréstimos concedidos pelo BEI podem, por exemplo, financiar novos edifícios, equipamentos ou, até mesmo, ser investidos na investigação universitária.

A presente ficha de síntese é divulgada a título de informação. Não tem por objectivo interpretar ou substituir o documento de referência, que é a única base jurídica vinculativa.

Última modificação: 29.04.2011

Veja também

  • Banco Europeu de Investimento (DE) (EN) (FR)
Advertência jurídica | Sobre este sítio | Pesquisa | Contacto | Topo da página