RSS
Índice remissivo

We are migrating the content of this website during the first semester of 2014 into the new EUR-Lex web-portal. We apologise if some content is out of date before the migration. We will publish all updates and corrections in the new version of the portal.

Do you have any questions? Contact us.


Segurança do aprovisionamento, dimensão externa e alargamento

Energia

Para realizar plenamente o objetivo de uma energia segura, competitiva e duradoura, a União Europeia (UE) deve envolver e cooperar com os países desenvolvidos e os países em desenvolvimento, sejam produtores, de trânsito ou consumidores. Numa preocupação de eficácia e de coerência, é essencial que a UE e os Estados-Membros se exprimam a uma só voz sobre as questões energéticas internacionais.
Num contexto de vulnerabilidade em relação às importações, a eventuais crises energéticas e à incerteza que pesa sobre o abastecimento futuro, a UE deve zelar, nomeadamente, por instaurar medidas e parcerias que garantam a segurança do seu abastecimento energético.
O respeito, pelos Estados candidatos, do acervo comunitário em matéria de energia é ainda um elemento indispensável à concretização do seu processo de adesão à UE.

Veja também

  • Acordos internacionais (EN)
Advertência jurídica | Sobre este sítio | Pesquisa | Contacto | Topo da página