RSS
Índice remissivo
Esta página está disponível em 11 idiomas

We are migrating the content of this website during the first semester of 2014 into the new EUR-Lex web-portal. We apologise if some content is out of date before the migration. We will publish all updates and corrections in the new version of the portal.

Do you have any questions? Contact us.


Chipre

Arquivos

1) REFERÊNCIAS

Parecer da Comissão COM(93) 313 final
Relatório da Comissão COM(98) 710 final.
Relatório da Comissão COM(1999) 502 final
Relatório da Comissão COM(2000) 702 final
Tratado de Adesão à União Europeia [Jornal Oficial L 236 de 23.09.2003]

2) SÍNTESE

No seu parecer de Julho de 1993, a Comissão considerava que a adesão de Chipre não suscitaria grandes dificuldades no domínio social. Actualmente, a situação social em Chipre é comparável à dos outros Estados-Membros. No relatório de Novembro de 1998 assinalavam-se progressos na transposição do acervo, mas a Comissão considerava necessário prosseguir os esforços, designadamente nos sectores do direito laboral e da saúde e segurança no trabalho.

Em Novembro de 2000, o relatório da Comissão registou alguns progressos no domínio social. Deste modo, os domínios da igualdade de oportunidades e do direito do trabalho, designadamente, aproximaram-se sensivelmente do acervo.
O tratado de adesão foi assinado em 16 de Abril de 2003 e a adesão teve lugar no dia 1 de Maio de 2004.

ACERVO COMUNITÁRIO

Em matéria social, para além do Fundo Social Europeu e dos diferentes programas de acção específicos, nomeadamente no domínio da saúde pública, o acervo legislativo abrange a saúde e a segurança no trabalho, o direito do trabalho e as condições de trabalho, a igualdade de oportunidades para as mulheres e os homens, a coordenação dos regimes de segurança social para os trabalhadores migrantes, assim como os produtos do tabaco.

Em todos estes domínios, a legislação social da União fixa disposições mínimas, acompanhadas de cláusulas de salvaguarda para os Estados-membros mais avançados.

Por outro lado, a consulta dos parceiros sociais assim como o diálogo social a nível europeu estão previstos no Tratado (artigo 138, antigo artigo 118º-A e artigo 139, antigo artigo 118º-B).

AVALIAÇÃO

No sector do emprego, a situação é satisfatória. A taxa de desemprego - cerca de 3% - é baixa em relação à média europeia. Os programas a favor do emprego são elaborados e adoptados no quadro dos planos de desenvolvimento económico do governo. Um dos objectivos fundamentais é incentivar uma melhor utilização dos recursos humanos em condições de pleno emprego.

Em matéria de direito do trabalho, Chipre está a proceder à harmonização da sua legislação com a legislação comunitária, mas são necessários esforços complementares para a transposição de directivas importantes. Em Junho de 2000 foram adoptadas duas leis relativas à informação dos trabalhadores e à manutenção dos seus direitos no caso de transferências de empresas ou de estabelecimentos. A nova redacção da Carta Social Europeia foi ratificada em Setembro de 2000. No que respeita à igualdade de oportunidades e de tratamento entre homens e mulheres, as principais disposições da União foram já transpostas. Uma cláusula geral de não discriminação assegura a igualdade de acesso ao trabalho. A licença parental, a igualdade de tratamento entre mulheres e homens ou a luta contra as discriminações indirectas são alvo de uma legislação que se encontra em fase de preparação.

Chipre está a proceder a uma revisão da legislação em matéria de saúde e segurança no trabalho. Em 1997 entrou em vigor uma lei relativa à saúde e segurança no trabalho que transpõe os princípios gerais do acervo. Em Abril de 2000 foi adoptada uma modificação da lei relativa à protecção dos trabalhadores contra o risco de exposição ao amianto no local de trabalho. Através de uma lei adoptada em Julho de 2000 prosseguiu a harmonização no domínio das disposições relativas à sinalização de segurança e saúde no trabalho.

Em Julho de 2000 foi adoptada uma lei que prevê a introdução do princípio geral de não discriminação no domínio do emprego.

A presente ficha de síntese, divulgada a título de informação, não tem por objectivo interpretar ou substituir o documento de referência.

 
Advertência jurídica | Sobre este sítio | Pesquisa | Contacto | Topo da página