RSS
Índice remissivo
Esta página está disponível em 11 idiomas

We are migrating the content of this website during the first semester of 2014 into the new EUR-Lex web-portal. We apologise if some content is out of date before the migration. We will publish all updates and corrections in the new version of the portal.

Do you have any questions? Contact us.


Quinto programa de acção comunitária para a igualdade entre homens e mulheres (2001-2006)

Arquivos

O programa tem como objectivo promover a igualdade entre homens e mulheres, nomeadamente prestando assistência e apoio à estratégia-quadro comunitária. Para este efeito, coordena, apoia e financia a execução de programas transnacionais.

ACTO

Decisão 2001/51/CE do Conselho, de 20 de Dezembro de 2000, que estabelece um programa de acção comunitária relativo à estratégia comunitária para a igualdade entre homens e mulheres (2001-2006) [Ver Actos Modificativos].

SÍNTESE

Este quinto programa de acção comunitária constitui um dos instrumentos necessários à aplicação da estratégia-quadro global comunitária em matéria de igualdade entre homens e mulheres, aprovada pela Comissão em Junho de 2000. Este vem no seguimento do terceiro ( (DE) (EN) (ES) (FR) (DE) (EN) (ES) (FR) (DE) (EN) (ES) (FR) (DE) (EN) (ES) (FR)) e quartoprogramas para a igualdade de oportunidades, que abrangeram os periodos de 1991-1995 e de 1996-2000, respectivamente.

Objectivos

Os objectivos do programa são os seguintes:

  • Promover e divulgar os valores e as práticas em que se baseia a igualdade entre homens e mulheres.
  • Melhorar a compreensão das questões ligadas à igualdade entre homens e mulheres, incluindo a discriminação directa e indirecta em razão do sexo e a discriminação múltipla contra as mulheres.
  • Desenvolver a capacidade dos intervenientes de promoverem eficazmente a igualdade entre homens e mulheres, apoiando especialmente o intercâmbio de informações e de boas práticas e o trabalho em rede a nível comunitário.

Acções comunitárias

Para atingir os objectivos acima referidos, o programa dará o seu apoio à realização das seguintes acções:

  • Sensibilização para a problemática da igualdade de oportunidades, nomeadamente pela divulgação dos resultados do programa através de manifestações, campanhas e publicações.
  • Análise dos factores e das políticas relativas à igualdade entre homens e mulheres, através da recolha de estatísticas, da realização de estudos, da avaliação do impacto segundo o género, da utilização de instrumentos e mecanismos, da elaboração de indicadores e da difusão efectiva dos resultados. Esta acção comporta igualmente o acompanhamento da elaboração e da aplicação do direito comunitário em matéria de igualdade entre homens e mulheres, a fim de determinar o seu impacto e a sua eficácia.
  • Cooperação internacional entre os intervenientes, através da promoção do trabalho em rede e do intercâmbio de experiências a nível comunitário.

Coerência e complementaridade

A Comissão e os Estados-Membros devem assegurar a coerência e a complementaridade entre as acções desenvolvidas no âmbito do presente programa e outras acções relevantes da União Europeia e da Comunidade, nomeadamente as apoiadas pelos programas DAPHNE, STOP (castellanodeutschenglishfrançais), PHARE e MEDA, o sexto programa-quadro de investigação, o programa de luta contra a exclusão social, a agenda social e o programa de acção de luta contra a discriminação (2001-2006).

Além disso, o programa deve ter em conta as acções específicas a favor da igualdade entre homens e mulheres em matéria de emprego e de trabalho, susceptíveis de serem desenvolvidas pela Comunidade no âmbito dos Fundos estruturais, da iniciativa comunitária EQUAL ou das medidas de incentivo da cooperação para reforçar a estratégia do emprego.

Financiamento

O montante de referência financeira para a execução do programa, para o período de 2001-2006, eleva-se a 61,5 milhões de euros. Os organismos participantes (Estados-Membros, autoridades locais e regionais, parceiros sociais, organizações não governamentais, organismos de promoção da igualdade entre homens e mulheres) devem assegurar um co-financiamento de, pelo menos, 20% do orçamento dos projectos lançados.

Condições

Para serem elegíveis, os projectos financiados a título do presente programa deverão, obrigatoriamente:

  • Ter carácter transnacional, isto é, serem apoiados por, pelo menos, três parceiros de três Estados-Membros.
  • Promover a igualdade entre homens e mulheres.
  • Garantir um co-financiamento pelos promotores de, pelo menos 20% do orçamento.
  • Apresentar uma mais-valia a nível da UE e um aspecto inovador.
  • Dispor de um sistema de avaliação.
  • Permitir o intercâmbio internacional, a divulgação dos resultados e a possibilidade de transferência no interior da UE.

Acompanhamento e avaliação

Em cooperação com o comité de acompanhamento do programa, composto por representantes dos Estados-Membros, compete à Comissão assegurar o acompanhamento regular do programa. Este será objecto de avaliação intercalar e final, com a assistência de peritos independentes. A avaliação incidirá sobre a pertinência, a eficácia e a relação custo-benefício das acções desenvolvidas. Avaliará igualmente o impacto do programa no seu conjunto.

REFERÊNCIAS

ActoEntrada em vigorPrazo de transposição nos Estados-MembrosJornal Oficial
Decisão 2001/51/CE22.12.2000-JO L 17 de 19.01.2001
Acto(s) modificativo(s)Entrada em vigorPrazo de transposição nos Estados-MembrosJornal Oficial
Decisão 1554/2005/CE30.09.2005-JO L 255 de 30.09.2005
Última modificação: 16.01.2006
Advertência jurídica | Sobre este sítio | Pesquisa | Contacto | Topo da página