RSS
Índice remissivo
Esta página está disponível em 15 idiomas
Novos idiomas disponíveis:  CS - HU - PL - RO

We are migrating the content of this website during the first semester of 2014 into the new EUR-Lex web-portal. We apologise if some content is out of date before the migration. We will publish all updates and corrections in the new version of the portal.

Do you have any questions? Contact us.


Cooperação e diálogo entre a UE, a África e a China

A parceria trilateral entre a União Europeia (UE), a África e a China deve contribuir para abordar os desafios do desenvolvimento global e adaptar melhor as estratégias de cooperação às necessidades de África.

ACTO

Comunicação da Comissão ao Conselho, ao Parlamento Europeu, ao Comité Económico e Social Europeu e ao Comité das Regiões, de 17 de Outubro de 2008, intitulada “UE, África e China: rumo a um diálogo e uma cooperação trilateral [COM(2008) 654 final – Não publicada no Jornal Oficial].

SÍNTESE

A Comissão propõe uma nova abordagem trilateral a fim de reforçar a cooperação e o diálogo entre a União Europeia (UE), a África e a China. A Comissão reconhece o interesse comum em complementar as parceiras bilaterais existentes com vista à promoção do desenvolvimento estável e sustentável de África.

A UE, a África e a China devem basear esta cooperação em objectivos comuns definidos de forma faseada, em consonância com as estratégias de desenvolvimento nacional e regional

Esta nova abordagem permitirá trabalhar conjuntamente nas questões de desenvolvimento e aumentar a eficácia da ajuda. O intercâmbio de experiências e de boas práticas deve contribuir para este objectivo, nomeadamente no que respeita aos instrumentos financeiros, à Ajuda Pública ao Desenvolvimento (APD) e ao Investimento Directo Estrangeiro (IDE).

Numa fase inicial, a parceria poderá concentrar-se em cinco objectivos prioritários:

  • o desenvolvimento de infra-estruturas acessíveis e sustentáveis de modo a aumentar a interconectividade e a integração regional.A parceria UE-África em matéria de infra-estruturas poderá contribuir para este objectivo;
  • a protecção do ambiente e a gestão dos recursos naturais numa perspectiva de crescimento económico e comercial. A Comissão propõe cooperar com a União Africana (UA) e os países africanos a fim de promover a gestão sustentável, a transferência de tecnologia e os investimentos;
  • o aumento da produção agrícola, da qualidade da produção e da segurança alimentar, nomeadamente com vista a alcançar os objectivos do Programa integrado para o desenvolvimento da agricultura em África.

A parceria trilateral constitui um prolongamento dos diálogos políticos bilaterais realizados entre a União Africana (UA), a UE e a China, bem como do diálogo entre a UE e a China. A parceria assentará na realização de diálogos estratégicos regulares, bem como em consultas específicas.

A Comissão propõe a criação de uma rede de intercâmbios e de informações entre as autoridades nacionais e regionais competentes. A realização de reuniões anuais de coordenação de parceiros para o desenvolvimento deve contribuir para avaliar as prioridades de cooperação, integrando as iniciativas das organizações internacionais, dos doadores de fundos e da sociedade civil.

Contexto

Durante a cimeira realizada em Lisboa em 2007, os Chefes de Estado e de Governo da UE e dos países africanos adoptaram uma nova parceria estratégica comum. Esta estratégia oferece um quadro global para aprofundar as relações UE-África e um plano de acção para o período de 2008-2010. A UE é o primeiro doador de Ajuda Pública ao Desenvolvimento (APD) e o primeiro parceiro comercial de África. Esta parceria visa igualmente criar sinergias com outros parceiros e doadores de fundos internacionais.

A cooperação entre a China e a África é orientada principalmente para as trocas comerciais, os investimentos, os projectos de infra-estruturas, a ajuda nos domínios sociais e a formação. Esta parceria foi reforçada pela adopção de uma nova estratégia em 2006 durante o Fórum de Cooperação China-África (FOCAC).

Os respectivos mecanismos de cooperação contribuem para a realização dos objectivos da parceria para o desenvolvimento (ODM) e para a integração de África na economia mundial.

Última modificação: 20.02.2009

Veja também

Para mais informações, consulte os seguintes Web sites:

- União Africana (UA) (EN)

- Fórum de Cooperação China-África (FOCAC) (EN)

- Declaração conjunta da décima Cimeira entre a China e a UE, realizada em Pequim em 28 de Novembro de 2007 (PDF) (EN )

Advertência jurídica | Sobre este sítio | Pesquisa | Contacto | Topo da página