RSS
Índice remissivo
Esta página está disponível em 15 idiomas
Novos idiomas disponíveis:  CS - HU - PL - RO

We are migrating the content of this website during the first semester of 2014 into the new EUR-Lex web-portal. We apologise if some content is out of date before the migration. We will publish all updates and corrections in the new version of the portal.

Do you have any questions? Contact us.


Programa MEDIA Mundus de cooperação com profissionais de países terceiros no domínio do audiovisual 2011-2013

O MEDIA Mundus é um programa europeu que visa promover a cooperação no domínio do audiovisual entre os profissionais europeus e os seus homólogos de países terceiros. Contribui para a realização dos objectivos de Lisboa e desempenha um papel crucial na promoção da diversidade e do pluralismo cultural.

ACTO

Decisão n.º 1041/2009/CE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 21 de Outubro de 2009, que estabelece um programa de cooperação com profissionais de países terceiros no domínio do audiovisual (MEDIA Mundus).

SÍNTESE

A presente decisão visa estabelecer o programa MEDIA Mundus, com vista a financiar projectos de cooperação internacional com os profissionais de países terceiros no sector do audiovisual, durante o período de 2011-2013

Âmbito de aplicação

O programa destina-se a profissionais de todo o mundo, mas o coordenador de um projecto deve residir:

  • num dos Estados-Membros;
  • num Estado da EFTA membro do EEE;
  • num país que declare a sua vontade de participar no programa e que pague uma contribuição calculada na mesma base que a sua contribuição para o programa MEDIA 2007.

Quais as condições de participação no programa?

Os projectos propostos devem preencher as seguintes condições:

  • serem realizados conjuntamente por profissionais europeus e de países terceiros;
  • reunirem, no mínimo, três parceiros, na medida em que se pretende criar uma rede internacional;
  • serem coordenados por um profissional europeu, incluindo pelo menos um parceiro de um país terceiro.

Quais os objectivos do programa?

O programa visa ampliar a diversidade e a competitividade da indústria audiovisual europeia, bem como promover o papel da Europa no domínio cultural.

Intercâmbio de informações, formação e conhecimento dos mercados

No âmbito do programa, os profissionais europeus e de países terceiros reúnem-se com vista a obter um melhor conhecimento dos respectivos mercados do audiovisual, nomeadamente em matéria das condições de funcionamento, dos quadros jurídicos, dos sistemas de financiamento e das possibilidades de cooperação.

O objectivo é implementar acções de formação profissional apoiadas:

  • nas condições de produção, co-produção, distribuição, exploração e difusão de obras audiovisuais à escala internacional;
  • na integração das novas tecnologias em toda a cadeia de valor (produção, pós-produção, distribuição, marketing e arquivamento).

Competitividade e distribuição

A implementação do programa deve facilitar a busca de parceiros estrangeiros para as obras audiovisuais europeias, apoiando em simultâneo a organização de mercados de co-produção.

Além disso, o programa deve promover as vendas internacionais das obras audiovisuais.

Circulação

A este nível, o programa deve permitir:

  • a melhoria das condições de programação e de exploração das obras audiovisuais nas salas de cinema dos países europeus e terceiros;
  • a melhoria das condições de difusão e de distribuição das obras audiovisuais dos países terceiros nos canais de distribuição europeus, assim como das obras europeias nos canais de distribuição internacionais;
  • a organização de eventos e de iniciativas destinados, em especial, ao público jovem.

Qual o orçamento do programa?

A dotação financeira para a execução do programa ao longo do período de 2011-2013 é de 15 milhões de euros (13,5 milhões dos quais destinados ao apoio a projectos).

Contexto

Sob o impulso dos efeitos da revolução digital nas condições de produção e de difusão das obras, o sector audiovisual evoluiu consideravelmente ao longo dos últimos 20 anos. Além disso, o seu papel ao nível internacional tende a aumentar no que se refere à protecção da diversidade cultural. Neste contexto, a consulta pública no MEDIA Mundus revelou uma vontade dos profissionais europeus e dos seus homólogos de países terceiros de colaborar a fim de melhor promover a difusão das obras audiovisuais, bem como a cultura cinematográfica.

REFERÊNCIAS

ActoEntrada em vigorPrazo de transposição nos Estados-MembrosJornal Oficial
Decisão n.º 1041/2009/CE

24.11.2009

-

JO L 288 de 4.11.2009

ACTO(S) RELACIONADO(S)

Decisão 2010/478/UE do Conselho, de 26 de Julho de 2010, relativa à celebração de um Acordo entre a Comunidade Europeia e a Confederação Suíça no domínio do audiovisual, que estabelece os termos e as condições de participação da Confederação Suíça no programa comunitário MEDIA 2007, bem como de uma acta final [JO L 234 de 4.9.2010].

Última modificação: 29.11.2010
Advertência jurídica | Sobre este sítio | Pesquisa | Contacto | Topo da página