EUROPA – Política em matéria de línguas

O nosso objetivo é facultar-lhe informações na sua língua ou noutra língua que perceba, em função do tipo de informação que procura.

Línguas oficiais da UE

Alemão, búlgaro, checo, croata, dinamarquês, eslovaco, esloveno, espanhol, estónio, finlandês, francês, grego, neerlandês, húngaro, inglês, irlandês, italiano, letão, lituano, maltês, polaco, português, romeno e sueco.

Outras línguas oficiais faladas nos países da UE

No futuro, línguas como o valenciano, o catalão, o basco, o galego e o galês estarão sujeitas a regras especiais. Estão atualmente a ser negociadas disposições especiais com os países interessados, que terão de suportar os custos inerentes à publicação nessas línguas.

Tipos de informação e política linguística

  • Legislação e documentos políticos importantes
    Publicados em todas as línguas oficiais
  • Documentos oficiais
    Disponíveis, pelo menos, nas línguas com estatuto de língua oficial à data da sua publicação. Os documentos que não são juridicamente vinculativos são geralmente publicados em inglês, francês e alemão
  • Informações gerais
    Publicadas em todas as línguas oficiais
  • Informações urgentes ou efémeras
    São publicadas inicialmente numa única língua, em função do público a que se destinam. Outras línguas poderão ser acrescentadas mais tarde, consoante as necessidades dos utilizadores
  • Informações especializadas (informações técnicas, campanhas, concursos), notícias e eventos
    Nem sempre são publicadas em todas as línguas. As línguas são escolhidas em função do público a que se destinam

Por que motivo uma determinada página não existe na sua língua?

Os utilizadores do portal EUROPA acham muitas vezes estranho que uma dada página não esteja disponível na sua língua.

Pode ser simplesmente por ainda não termos tido tempo de traduzir tudo, nomeadamente no caso dos países que aderiram recentemente à UE (em 2004, 2007 e 2013).

Mas também há sítios que só estão disponíveis em três, duas ou mesmo numa língua (geralmente inglês).

O número de línguas disponíveis no portal EUROPA depende nomeadamente dos seguintes fatores:

  • Tradução – o número de tradutores e o orçamento afetado à tradução são limitados (financiado pelos contribuintes)
  • Importância – os cidadãos devem ter acesso a toda a legislação e aos principais documentos de interesse público, pelo que estes são publicados em todas as línguas oficiais
    Outros documentos aparecem apenas nas línguas necessárias (por exemplo, para fins de comunicação com autoridades nacionais, organizações ou cidadãos)
  • Relação custo-eficácia – para poupar o dinheiro dos contribuintes, os sítios altamente especializados, consultados por poucas pessoas, não existem em todas as línguas. A prioridade é prestar informações específicas de forma rápida e eficaz, mesmo se alguns leitores tiverem de as ler numa língua estrangeira
  • Urgência – alguns tipos de informação devem ser publicados rapidamente. O texto é publicado inicialmente numa ou duas línguas (em função do público a que se destinam). Posteriormente, são acrescentadas as outras línguas mais tarde, numa ou em várias etapas
  • Limitações técnicas – gerir um sítio com mais de 20 línguas exige recursos humanos e financeiros consideráveis

Tendo em conta estes elementos, o portal EUROPA aplicará cada vez mais a seguinte abordagem:

  • O primeiro e o segundo níveis de cada sítio contêm informações simples e estáveis, destinadas a um público não especializado, que são publicadas em todas as línguas oficiais.
  • As páginas com informações efémeras ou muito especializadas serão publicadas em geral só numa ou em algumas línguas, dependendo do público a que se destinam.

CONTACTO

Pedidos de informação

Telefone gratuitamente para o
00 800 6 7 8 9 10 11 Funcionamento do serviço telefónico

Envie as suas perguntas por correio electrónico

Contactos e informações sobre as visitas às instituições, contactos com a imprensa

Ajude-nos a melhorar

Encontrou a informação que procurava?

SimNão

O que procurava?

Tem alguma sugestão?