2010 | 2011 | 2012 | 2013 | 2014

2010

Janeiro

1

A Espanha assume pela quarta vez a presidência rotativa do Conselho da União Europeia. É o primeiro país a exercer essas funções depois da entrada em vigor do Tratado de Lisboa e a integrar o novo sistema do «trio de presidências», no âmbito do qual a Espanha colabora com a Bélgica e a Hungria, os dois países que assegurarão em seguida a presidência da UE.

1

A região do Ruhr na Alemanha, a cidade húngara de Pécs e a cidade de Istambul na Turquia partilham o título de "Capital Europeia da Cultura" em 2010.

11-19

As comissões competentes do Parlamento Europeu procedem à audição dos 26 candidatos indigitados para constituir a nova Comissão Europeia.

20

Nikiforos Diamandouros é eleito Provedor de Justiça Europeu pela segunda vez.

26

Aumenta para 400 milhões de euros a verba concedida pela UE para as operações de socorro e reabilitação no Haiti, na sequência do sismo de magnitude 7 na escala de Richter que assolou este país a 12 de Janeiro.

Fevereiro

9

O Parlamento Europeu aprova a Comissão Barroso II com 488 votos a favor, 137 contra e 72 abstenções.

11

Numa reunião informal em Bruxelas, os Chefes de Estados e de Governo decidem prestar apoio ao Governo grego nos seus esforços para cumprir os objectivos do programa de estabilidade para 2010. Durão Barroso apresenta as prioridades da estratégia EUROPA 2020 que indica a forma como a UE deverá sair da crise e criar um novo modelo económico.

Março

26

Numa reunião do Conselho Europeu em Bruxelas, os dirigentes da UE adoptam os objectivos da estratégia Europa 2020 e os 16 países da zona euro decidem por unanimidade apoiar um plano para ajudar a Grécia a fazer face ao défice orçamental.

Abril

10

O Presidente polaco Lech Kaczynski, a sua esposa e outras figuras públicas e militares perdem a vida num acidente de avião no final de uma viagem com destino a Smolensk, na RÚssia, onde iriam participar nas comemorações dos 70 anos do massacre de Katyn.

Maio

7

Os chefes de Estado e de governo da zona euro acordam em acelerar a consolidação orçamental e reforçar a coordenação económica e o controlo orçamental em defesa da moeda única.

Junho

17

Numa reunião do Conselho Europeu em Bruxelas, os dirigentes da UE adoptam a estratégia "Europa 2020" para um crescimento inteligente, sustentável e inclusivo nos próximos dez anos. Decidem, além disso, dar início às negociações de adesão com a Islândia.

21

As instituições da UE chegam a um acordo político sobre a estrutura do Serviço Europeu para a Acção Externa e sobre o seu funcionamento.

Julho

1

A Bélgica assume a presidência semestral do Conselho da União Europeia. O programa de trabalho foi estabelecido de comum acordo com a presidência precedente (assumida pela Espanha) e a presidência seguinte (assumida pela Hungria). Este programa abrange um período de dezoito meses (Janeiro de 2010 a Junho de 2011) e tem como prioridades a economia e o ambiente.

23

91 bancos europeus foram submetidos a testes para avaliar a sua resistência aos choques económicos. Destes, apenas sete tiveram um resultado negativo.

Setembro

29

A UE exprime o seu apoio à população cigana da Europa, pronunciando se contra quaisquer restrições à livre circulação dos cidadãos da UE.

Outubro

20

Staffan Nilsson é eleito presidente do Comité Económico e Social Europeu por um mandato de dois anos e meio.

29

O Conselho Europeu debate medidas para reforçar a zona euro e para tornar as economias mais resistentes a crises.

Novembro

12

Os líderes do G20, reunidos na Cimeira de Seul, comprometem-se a adoptar um Plano de Acção conjunto para incentivar um crescimento mais equilibrado no contexto da economia mundial.

15

Aung San Suu Kyi, defensora da democracia, da liberdade e dos direitos humanos em Myanmar, é libertada após sete anos de prisão domiciliária.

28

A UE acorda em apoiar a economia irlandesa, contribuindo assim para proteger a estabilidade do euro.

Dezembro

11

A conferência de Cancún sobre o clima encerra com a assinatura de um acordo global que irá determinar a acção neste domínio após 2012.

20

É pela primeira vez utilizado o processo de cooperação reforçada (que permite que um determinado acto legislativo da UE seja, numa primeira fase, aplicado por um número restrito de Estados-Membros): o Conselho Europeu reconhece o direito dos casais internacionais que vivem na UE a escolher a legislação nacional aplicável em caso de divórcio.

 Ver também

CONTACTO

Pedidos de informação

Telefone gratuitamente para o
00 800 6 7 8 9 10 11 Funcionamento do serviço telefónico

Envie as suas perguntas por correio electrónico

Contactos e informações sobre as visitas às instituições, contactos com a imprensa

Ajude-nos a melhorar

Encontrou a informação que procurava?

SimNão

O que procurava?

Tem alguma sugestão?